Exportar registro bibliográfico

Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979) (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: CRUZ, FÁBIO LUCAS DA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: EXÍLIO; GOVERNOS MILITARES (1964-1985); MILITÂNCIA
  • Keywords: Brazilian Information Front; Frente brasileira de informação
  • Language: Português
  • Abstract: dos exilados na Argélia visavam principalmente à contenção das críticas promovidas em âmbito internacional por membros da Frente Brasileira de Informação e reprimir a organização de guerrilhas com possível participação dos quarenta banidos para Argel após o sequestro do embaixador alemão, Ehrenfried Von Holleben.O objetivo deste estudo é compreender as principais características da militância política contra a ditadura civil-militar no Brasil realizada por brasileiros exilados em Argel entre 1965 e 1979. O trabalho almeja mostrar que Argel transformou-se em local estratégico para a composição de redes transnacionais de oposição à ditadura, pois os brasileiros que se exilaram na capital argelina mantinham contatos com lideranças de esquerda na Europa, com integrantes de movimentos em prol da independência africana e com instituições de defesa dos direitos humanos. Sob liderança do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, um grupo de exilados criou a Frente Brasileira de Informação, que interligou exilados brasileiros em países europeus e americanos para divulgar boletins com denúncias sobre a desigualdade social, a censura e a tortura na ditadura brasileira. Argel também foi inclusa na rota de exilados que queriam chegar à Europa, especialmente em Paris, onde estava a maior quantidade de exilados brasileiros, e Cuba, onde se realizavam treinamentos para a luta armada dos integrantes das organizações de esquerda como ALN (Ação Libertadora Nacional), MR-8 (Movimento Revolucionário Oito de outubro) e VPR (Vanguarda Popular Revolucionária). Toda a movimentação dos exilados na Argélia foi acompanhada atentamente pelos departamentos de investigação da ditadura e por meio da colaboração entre agentes diplomáticos brasileiros, franceses e norte-americanos. As investigações sobre as ações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.07.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CRUZ, Fábio Lucas da; CANCELLI, Elizabeth. Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979). 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-04102016-125816/ >.
    • APA

      Cruz, F. L. da, & Cancelli, E. (2016). Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-04102016-125816/
    • NLM

      Cruz FL da, Cancelli E. Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979) [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-04102016-125816/
    • Vancouver

      Cruz FL da, Cancelli E. Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979) [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-04102016-125816/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021