Exportar registro bibliográfico

Condutividade hidráulica do solo a partir da curva de retenção de laboratório e de campo (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: REBOUÇAS, CEZAR AUGUSTO MEDEIROS - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LSO
  • Subjects: ÁGUA DO SOLO; CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA DO SOLO; MODELOS MATEMÁTICOS
  • Keywords: Tensiômetro
  • Language: Português
  • Abstract: Os métodos indiretos de determinação da condutividade hidráulica do solo em função do conteúdo de água no solo apresentam relevante vantagem pela redução de tempo e custo. No entanto, quando são comparados aos métodos de determinação em campo, seus valores não satisfazem as reais condições. Assim, com este trabalho, objetivou-se comparar resultados da condutividade hidráulica pelo modelo de van Genuchten a partir da curva de retenção, CRA, determinada no laboratório e em campo, assim como indicar a melhor maneira de estimar o conteúdo de água no solo a partir de leituras tensiométricas quando se usa a CRA no método do perfil instantâneo, MPI. O experimento foi conduzido em quatro profundidades de um Latossolo e de um Nitossolo, que correspondiam aos seus respectivos horizontes pedológicos. Para confecção da CRA em campo, foi instalado, no centro de cada horizonte, um tensiômetro com manômetro de mercúrio, para determinação da tensão da água, e coletadas, de cada profundidade, amostras de solo com estrutura deformada às tensões de 2, 4, 6, 8, 10, 20, 30, 40 e 50 kPa, para determinação do conteúdo gravimétrico de água; foram retiradas também, de cada profundidade, amostras com estrutura indeformada, por meio de um extrator do tipo Uhland, para determinação da densidade do solo, necessária para conversão dos dados para conteúdo volumétrico de água. Para a CRA em laboratório foram coletadas amostras de solo com estrutura indeformada também por meio de extrator do tipo Uhland. Asamostras foram submetidas às tensões de 2, 4, 6, 8 e 10 kPa em funis de placa porosa, e para as tensões de 33, 50, 100, 300, 600, 900, 1.200 e 1.500 kPa em câmara de pressão com placa porosa. Todas as amostras foram coletadas em triplicata. Por fim, procedeu-se com os cálculos da condutividade hidráulica pelo modelo de van Genuchten. De acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que: (a) a metodologia de determinação da CRA no campo mostrou-se satisfatória, assim como o seu ajuste pela equação utilizada por van Genuchten no seu método de determinação da condutividade hidráulica relativa, Kr, com coeficientes de determinação sempre maiores que 0,9; (b) os valores da Kr obtidos pelo método de van Genuchten quando se utilizou a CRA de laboratório foram sempre maiores em relação aos valores obtidos com a CRA determinada no campo; e (c) no MPI há necessidade de se conhecer o conteúdo de água no solo ao longo do perfil durante o processo de redistribuição da água, e uma das maneiras de se obter esse conteúdo é por meio da CRA; com base nos resultados obtidos e em face à primeira conclusão, pode-se dizer que quando se utiliza a CRA para estimar o conteúdo de água pelo MPI, a utilização da CRA determinada no campo deve fornecer resultados mais realísticos da função K(θ)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.08.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REBOUÇAS, Cezar Augusto Medeiros; LIBARDI, Paulo Leonel. Condutividade hidráulica do solo a partir da curva de retenção de laboratório e de campo. 2016.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-29092016-112029/ >.
    • APA

      Rebouças, C. A. M., & Libardi, P. L. (2016). Condutividade hidráulica do solo a partir da curva de retenção de laboratório e de campo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-29092016-112029/
    • NLM

      Rebouças CAM, Libardi PL. Condutividade hidráulica do solo a partir da curva de retenção de laboratório e de campo [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-29092016-112029/
    • Vancouver

      Rebouças CAM, Libardi PL. Condutividade hidráulica do solo a partir da curva de retenção de laboratório e de campo [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-29092016-112029/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021