Exportar registro bibliográfico

Identificação de marcadores genéticos associados às imunidades celular, humoral e aos status clínico e de infecção natural pela Leishmania (Leishmania) infantum em cães (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: BATISTA, LUíS FáBIO DA SILVA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: FORMAÇÃO DE ANTICORPOS; IMUNOLOGIA CELULAR; LEISHMANIOSE VISCERAL ANIMAL
  • Keywords: Antibody response; Canine leishmaniasis; Cell-mediated response; Clinical response for CanL; GWAS; Imunidade celular; Imunidade humoral; Leishmaniose visceral canina; Progressão clínica da LVC
  • Language: Português
  • Abstract: A infecção de cães pela Leishmania (Leishmania) infantum resulta em um espectro de manifestações imunopatológicas que dependem da interação parasito hospedeiro e são definidas por fatores ambientais e pela genética do hospedeiro. Apesar disso, a imunogenética da leishmaniose visceral canina (LVC) permanece inexplorada. Nós realizamos diagnóstico laboratorial, clínico, ensaio de linfoproliferação (LPA), quantificação de citocinas, teste de hipersensibilidade tardia à leishmanina (LST), quantificação de IgA, IgE, IgG, IgM anti L. (L. ) infantum, IgG anti saliva de flebotomíneo e genotipagem ampla afim de identificar polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) associados aos diferentes perfis de imunidades celular, humoral, resposta clínica e status de infecção em cães de área endêmica, utilizando modelo de componente de variância (EMMAX). O efeito de estrutura da amostra foi controlado em todas as análises. A presença ou ausência de infecção pela L. (L. ) infantum foi associado a regiões contendo os genes PRGR_CANFA, RAB38, NOX4, PRKCI e SMAD7, IL1RA, IL12A_CANFA relacionados à ativação de fagócitos, mecanismos microbicidas, sobrevivência intracelular de patógenos e resposta pró inflamatória; a resposta clínica foi associada a regiões contendo os genes CATA_CANFA, LIAS, IL17A e IL17F relacionados à proteção contra danos do estresse oxidativo e indução de resposta pró inflamatória; o resultado LST+ foi associado à resposta Th1, controle da infecção mas não preveniu amanifestação de sinais clínicos, enquanto o LST- foi associado à resposta Treg e aumento do parasitismo. O resultado do LST foi associado a regiões contendo os genes MEP1B, PTPRM, TLN1, TGFBR1, ITGA9, EPCAM e CALM1 envolvidos com maturação de fagócitos, migração e adesão de leucócitos, estabilidade da sinapse imunológica, diferenciação e proliferação de linfócitos. A linfoproliferação foi dependente da carga parasitária e associada a regiões contendo os genes FOCAD, PIAS2, SMAD2 e IL6R envolvidos com supressão tumoral e diferenciação de linfócitos Th17 ou Treg; o aumento dos níveis de IgA, IgE e IgG anti L. (L. ) infantum foi associado à LVC sintomática enquanto o de IgG anti saliva de Lutzomyia longipalpis foi associado à exposição e infecção assintomática. Quanto à resposta de IgM, foram identificados SNPs nos genes NXN e SH3BP5 relacionados com inibição do crescimento, diferenciação e ativação de linfócitos B e vias de sinalização de TLR4 e TLR9; para IgG anti - L. (L. ) infantum foram identificadas regiões contendo os genes IL17RB, SH2B3 e replicação do loci de susceptibilidade NOX4, RAB38, CTSC envolvidos com linfopoiese, citocinese, resposta pró inflamatória, mecanismos microbicidas, sobrevivência intracelular de Leishmania; os níveis de IgA foram associados a regiões contendo os genes LIN28A e MAFB implicados na predisposição à nefropatia glomerular, já os níveis de IgG anti saliva de Lu. longipalpis foram associados a regiões contendo os genes ERBB2IP, CD180,RAB7A_CANFA, FOXP1, RUNX1, SOD1, Q3HTU8_CANFA, IFNAR1, IFNAR2 e IFNGR2 envolvidos com supressão celular, produção de imunoglobulina via TLR4 e sobrevivência intracelular de Leishmania. Esses resultados apontam regiões cromossômicas úteis para a elucidação da resposta à infecção por L. (L. ) infantum em cães e alvos potenciais para estudos funcionais, estratégias profiláticas e terapêuticas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.03.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BATISTA, Luís Fábio da Silva; LAURENTI, Marcia Dalastra. Identificação de marcadores genéticos associados às imunidades celular, humoral e aos status clínico e de infecção natural pela Leishmania (Leishmania) infantum em cães. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10062016-150220/ >.
    • APA

      Batista, L. F. da S., & Laurenti, M. D. (2016). Identificação de marcadores genéticos associados às imunidades celular, humoral e aos status clínico e de infecção natural pela Leishmania (Leishmania) infantum em cães. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10062016-150220/
    • NLM

      Batista LF da S, Laurenti MD. Identificação de marcadores genéticos associados às imunidades celular, humoral e aos status clínico e de infecção natural pela Leishmania (Leishmania) infantum em cães [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10062016-150220/
    • Vancouver

      Batista LF da S, Laurenti MD. Identificação de marcadores genéticos associados às imunidades celular, humoral e aos status clínico e de infecção natural pela Leishmania (Leishmania) infantum em cães [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10062016-150220/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021