Exportar registro bibliográfico

Estudo sistêmico da geração de conhecimento no IPEN (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: MONTEIRO, CARLOS ANISIO - IPEN
  • Unidade: IPEN
  • Subjects: REDES SOCIAIS; CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICA; COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA; COOPERAÇÃO ECONÔMICA; EQUAÇÕES; MODELOS ANALÍTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Com o escopo de fornecer subsídios para compreender como o processo de colaboração científica ocorre e se desenvolve em uma instituição de pesquisas, particularmente o IPEN, o trabalho utilizou duas abordagens metodológicas. A primeira utilizou a técnica de análise de redes sociais (ARS) para mapear as redes de colaboração científica em P&D do IPEN. Os dados utilizados na ARS foram extraídos da base de dados digitais de publicações técnico-científicas do IPEN, com o auxílio de um programa computacional, e basearam-se em coautoria compreendendo o período de 2001 a 2010. Esses dados foram agrupados em intervalos consecutivos de dois anos gerando cinco redes bienais. Essa primeira abordagem revelou várias características estruturais relacionadas às redes de colaboração, destacando-se os autores mais proeminentes, distribuição dos componentes, densidade, boundary spanners e aspectos relacionados à distância e agrupamento para definir um estado de redes mundo pequeno (small world). A segunda utilizou o método dos mínimos quadrados parciais, uma variante da técnica de modelagem por equações estruturais, para avaliar e testar um modelo conceitual, apoiado em fatores pessoais, sociais, culturais e circunstanciais, para identificar aqueles que melhor explicam a propensão de um autor do IPEN em estabelecer vínculos de colaboração em ambientes de P&D. A partir do modelo consolidado, avaliou-se o quanto ele explica a posição estrutural que um autor ocupa na rede com base em indicadoresde ARS. Nesta segunda parte, os dados foram coletados por meio de uma pesquisa de levantamento com a utilização de um questionário. Os resultados mostraram que o modelo explica aproximadamente 41% da propensão de um autor do IPEN em colaborar com outros autores e em relação à posição estrutural de um autor na rede o poder de explicação variou entre 3% e 3,6%. Outros resultados mostraram que a colaboração entre autores do IPEN tem uma correlação positiva com intensidade moderada com a produtividade, da mesma forma que, os autores mais centrais na rede tendem a ampliar a sua visibilidade. Por fim, vários outros indicadores estatísticos bibliométricos referentes à rede de colaboração em P&D do IPEN foram determinados e revelados, como, a média de autores por publicação, média de publicações por autores do IPEN, total de publicações, total de autores e não autores do IPEN, entre outros. Com isso, esse trabalho fornece uma contribuição teórica e empírica aos estudos relacionados à colaboração científica e ao processo de transferência e preservação de conhecimento, assim como, vários subsídios que contribuem para o contexto de tomada de decisão em ambientes de P&D
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.03.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, ^Carlos^Anisio; BARROSO, Antonio Carlos de Oliveira. Estudo sistêmico da geração de conhecimento no IPEN. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.
    • APA

      Monteiro, ^C. ^A., & Barroso, A. C. de O. (2016). Estudo sistêmico da geração de conhecimento no IPEN. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Monteiro ^C^A, Barroso AC de O. Estudo sistêmico da geração de conhecimento no IPEN. 2016 ;
    • Vancouver

      Monteiro ^C^A, Barroso AC de O. Estudo sistêmico da geração de conhecimento no IPEN. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020