Exportar registro bibliográfico

Inovação colaborativa em países emergentes: processo de geração de ideias (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: MARTIN, MIRIAM - FEA
  • Unidade: FEA
  • Sigla do Departamento: EAD
  • Subjects: INOVAÇÃO; IDEAÇÃO; BRAINSTORMING; COOPERAÇÃO; ESTUDO DE CASO
  • Keywords: Case study; Cooperation; Ideation; Innovation
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo se propõe a identificar os fatores que permitam melhorar a etapa de geração de ideias de um processo de inovação. A partir de um estudo de caso, de um dos processos de inovação executado pela empresa DuPont na América Latina, busca-se entender quais aspectos influenciam a etapa de geração de ideias no que se refere aos métodos utilizados e aos participantes envolvidos, de forma a identificar sugestões e melhorias para essa etapa do processo de inovação nesta empresa. No âmbito das ideias para a inovação, pesquisadores indicam que a preocupação das empresas é pela ideia excepcional, pois se sabe que, na fase de geração de ideias, o objetivo principal é gerar, capturar e selecionar a melhor ideia, aquela que pode se tornar mais lucrativa. A empresa estudada utilizou o processo de inovação denominado Emerging Markets Growth Initiatives (EMGI), implantado em 2003 e com a participação principalmente de funcionários na etapa de geração de ideias, durante doze anos, e que obteve sucesso em algumas inovações desenvolvidas com a aplicação desse processo. No entanto, com o passar do tempo houve diminuição de ideias inovadoras e, em 2015, esse processo foi substituído por um novo processo de inovação, conduzido pelos Centros de Inovação da organização. A partir do referencial teórico sobre inovação e geração de ideias e da pesquisa empírica de observação direta e de entrevistas em profundidade com uma amostra intencional, não representativa, de participantes desse processo,pode-se concluir que o método aplicado não afetou o desempenho do processo, mas que a repetição dos participantes pode ter sido um limitante após diversos anos de processo. A proteção da propriedade intelectual, que é um fator de vantagem competitiva, foi cuidadosamente observada na inclusão de colaboradores externos (clientes, consultores e acadêmicos). Colaboradores externos foram incluídos com moderação em cada etapa, não havendo consenso entre os respondentes, o que indica que a inclusão de participantes externos deve ser considerada caso a caso, haja vista também as políticas governamentais vigentes para a proteção de propriedade intelectual. Sugere-se engajar um volume maior de colaboradores externos, sendo necessário, entretanto, o aprofundamento nos estudos sobre as melhores práticas para proteger a propriedade intelectual
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.07.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTIN, Miriam; MARQUES, Jane Aparecida. Inovação colaborativa em países emergentes: processo de geração de ideias. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12142/tde-21092016-111508/ >.
    • APA

      Martin, M., & Marques, J. A. (2016). Inovação colaborativa em países emergentes: processo de geração de ideias. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12142/tde-21092016-111508/
    • NLM

      Martin M, Marques JA. Inovação colaborativa em países emergentes: processo de geração de ideias [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12142/tde-21092016-111508/
    • Vancouver

      Martin M, Marques JA. Inovação colaborativa em países emergentes: processo de geração de ideias [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12142/tde-21092016-111508/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020