Exportar registro bibliográfico

Avaliação físico-química e o potencial de desempenho do farnesano, biodiesel de soja, diesel fóssil e suas misturas por meio da energia de ativação e da correlação com as emissões em motores diesel (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: CONCONI, CHARLES CORRÊA - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SEM
  • Subjects: TERMOGRAVIMETRIA; MOTORES DIESEL; BIOCOMBUSTÍVEIS
  • Keywords: FARNESANO; BIODISEL DE SOJA; ENERGIA DE ATIVAÇÃO; ATRASO DE IGNIÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Nos últimos anos o principal desafio da humanidade foi a substituição total ou parcial dos combustíveis fósseis que são responsáveis pelas mudanças climáticas e contribuem para a formação dos gases do efeito estufa. Como alternativa, os combustíveis renováveis - denominados biocombustíveis - têm se tomado uma alternativa viável. Este trabalho investigou o comportamento térmico e a energia de ativação de dois biocombustíveis (farnesano e biodiesel de soja) e suas misturas com diesel fóssil. Além disso, foram feitos estudos comparativos de comportamento térmico e energia de ativação entre todos os combustíveis. Os estudos foram feitos empregando-se análise termogravimétrica (TGA) sob atmosfera de ar sintético. As condições experimentais para os testes termogravimétricos foram: massa das amostras de 4,0 ± 0,5 mg, razões de aquecimento de 5, 10, 15, 20 e 25°C/min e faixa de temperatura entre 30°C e 400°C. Outras técnicas, tais como calorimetria, Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC - "Differential Scanning Calorimetry") e testes em motor diesel OM 926 LA CONAMA P7/EURO 5 também foram aplicadas para se avaliar o comportamento térmico destes combustíveis. Os valores de poder calorífico superior (PCS) para o farnesano, diesel fóssil e biodiesel são 46,9 MJ/kg, 45,3 MJ/kg e 39,7 MJ/kg, respectivamente. Os experimentos no motor diesel mostraram uma economia de 3% para o farnesano e um consumo de 14,25% para o biodiesel em relação ao diesel fóssil. Em média, os valores de energia de ativação para os combustíveis puros encontrados neste estudo foram de 82,20 ± 3,38 kJ/mol, 86,61 ± 8,48 kJ/mol e 96,61 ± 3,74 kJ/mol para farnesano, diesel fóssil e biodiesel de soja, respectivamente. Como a energia de ativação está diretamente relacionada com o atraso de ignição e, consequentemente, ao processo de combustão, o farnesano apresentouuma melhor qualidade de combustão em relação ao biodiesel de soja. Por meio das emissões obtidas nos testes European Stationary Cycle test (ESC) com a utilização do motor diesel foi possível obter correlações lineares entre energia de ativação e as emissões de óxidos de nitrogênio (NOx) e hidrocarbonetos (HC) e correlações polinomiais entre energia de ativação e as emissões de monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono ('CO IND.2') e material particulado (MP). A adição de biodiesel de soja ao diesel provocou um aumento das emissões tanto para o NOx quanto para o HC em até 21,29% e 19,31 %, respectivamente, e queda nas emissões de 'CO', 'CO IND.2' e MP em até 33,44%, 2,44% e 47,37%, respectivamente. Por outro lado, a adição de farnesano ao diesel proporcionou uma diminuição de todas as emissões, ou seja, 11,22%, 15,67%, 15,09%, 4,66% e 6,14% para NOx, HC, CO, 'CO IND.2' e MP, respectivamente. A partir dos resultados obtidos neste estudo é possível entender o comportamento dos combustíveis durante suas respectivas queimas tendo como base as suas energias de ativação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.01.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CONCONI, Charles Correa; CRNKOVIC, Paula Cristina Garcia Manoel. Avaliação físico-química e o potencial de desempenho do farnesano, biodiesel de soja, diesel fóssil e suas misturas por meio da energia de ativação e da correlação com as emissões em motores diesel. 2016.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18147/tde-26092016-184640/pt-br.php >.
    • APA

      Conconi, C. C., & Crnkovic, P. C. G. M. (2016). Avaliação físico-química e o potencial de desempenho do farnesano, biodiesel de soja, diesel fóssil e suas misturas por meio da energia de ativação e da correlação com as emissões em motores diesel. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18147/tde-26092016-184640/pt-br.php
    • NLM

      Conconi CC, Crnkovic PCGM. Avaliação físico-química e o potencial de desempenho do farnesano, biodiesel de soja, diesel fóssil e suas misturas por meio da energia de ativação e da correlação com as emissões em motores diesel [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18147/tde-26092016-184640/pt-br.php
    • Vancouver

      Conconi CC, Crnkovic PCGM. Avaliação físico-química e o potencial de desempenho do farnesano, biodiesel de soja, diesel fóssil e suas misturas por meio da energia de ativação e da correlação com as emissões em motores diesel [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18147/tde-26092016-184640/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020