Exportar registro bibliográfico

Efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular em indivíduos com doença de parkinson (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: KANEGUSUKU, HÉLCIO - EEFE
  • Unidade: EEFE
  • Sigla do Departamento: EFB
  • Subjects: FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO; FREQUÊNCIA CARDÍACA
  • Keywords: Autonomic nervous system; Blood pressure; Heart rate; Parkinsonism; Strength training
  • Language: Português
  • Abstract: A doença de Parkinson (DP) caracteriza-se por alterações deletérias no controle motor e, comumente, também produz prejuízos na regulação autonômica e função cardiovascular. O treinamento resistido traz benefícios motores para estes indivíduos, mas seus efeitos autonômicos e cardiovasculares ainda são desconhecidos. Assim, esta tese avaliou os efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular de indivíduos com DP, comparando-os a indivíduos sem DP. Para tanto, 17 indivíduos sem DP (SDP, 67±10 anos) e 27 com DP (65±8 anos, estágios II-III da escala de Hoehn e Yahr modificado, estado "on" da medicação) foram estudados. Os indivíduos sem DP foram avaliados uma única vez e os com DP foram divididos aleatoriamente em dois grupos, grupo controle (DPCO: n=12) e treinamento resistido (DPTR: n=15 - 2 sessões/semana, 5 exercícios, 2-4 séries, 12-6 RM), e foram avaliados no início e no final das 12 semanas do estudo. No início do estudo, os indivíduos com DP apresentaram menor modulação parassimpática e maior modulação simpática e balanço simpatovagal cardíacos em repouso, além de pior resposta cardiovascular ao teste de se levantar e à manobra de Valsalva que os indivíduos sem DP. Ademais, apresentaram maior pressão arterial na posição deitada, maior débito cardíaco e menor resistência vascular periférica na posição sentada, menor descenso noturno da pressão arterial sistólica, maior frequência cardíaca de 24 horas e sono, e respostas cardiovasculares atenuadas ao exercício máximo. (Continua)(Continuação) O treinamento resistido, no grupo DPTR, aumentou a força dinâmica máxima (88±23 vs. 108±27 kg, P &lt; 0,05) e diminuiu a modulação simpática cardíaca (banda de baixa frequência da variabilidade da frequência cardíaca - deitado: 61±17 vs. 47±20 un; sentado: 60±11 vs. 46±15 un, P<=t 0,05) e a queda da pressão arterial sistólica ao teste de se levantar (-14±11 vs. -6±10 mmHg, P<= 0,05), enquanto que nenhuma alteração foi observada no grupo DPCO. Nos demais parâmetros avaliados, não houve nenhum efeito do treinamento nos indivíduos com DP. Após as 12 semanas de estudo, o grupo DPTR apresentou modulação simpática cardíaca de repouso e resposta da pressão arterial sistólica ao teste de se levantar semelhantes aos indivíduos SDP e menores que o grupo DPCO (banda de baixa frequência da variabilidade da frequência cardíaca - deitado: 47±20 e 45±9 vs. 63±10 un e sentado: 46±15 e 49±10 vs. 61±13 un; redução da pressão arterial sistólica - 6±10 e -1±10 vs. -11±9 mmHg, respectivamente, P<= 0,05). Em conclusão, em indivíduos com DP, o treinamento resistido diminuiu a modulação autonômica simpática cardíaca em repouso e a redução da pressão arterial sistólica ao teste de se levantar, igualando estas respostas às de indivíduos sem DP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.05.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KANEGUSUKU, Hélcio; FORJAZ, Cláudia Lúcia de Moraes. Efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular em indivíduos com doença de parkinson. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-25082016-083239/ >.
    • APA

      Kanegusuku, H., & Forjaz, C. L. de M. (2016). Efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular em indivíduos com doença de parkinson. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-25082016-083239/
    • NLM

      Kanegusuku H, Forjaz CL de M. Efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular em indivíduos com doença de parkinson [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-25082016-083239/
    • Vancouver

      Kanegusuku H, Forjaz CL de M. Efeitos do treinamento resistido sobre a regulação autonômica e a função cardiovascular em indivíduos com doença de parkinson [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-25082016-083239/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021