Exportar registro bibliográfico

Uma análise de Andrei Rublev: direito e ontologia (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: BARBIN, FERNANDO - FD
  • Unidade: FD
  • Sigla do Departamento: DFD
  • Subjects: FILOSOFIA DO DIREITO; ONTOLOGIA; EXISTENCIALISMO; ESTÉTICA; LIBERDADE; CINEMA; FILOSOFIA DA RELIGIÃO
  • Keywords: Law; Ontology; Existentialism; Aesthetics; Freedom; Kierkegaard; Tarkovski
  • Language: Português
  • Abstract: Este texto consiste em um estudo interdisciplinar situado no limiar entre filosofia, direito e estética, especificamente a partir da articulação do filme Andrei Rublev, de Andrei Tarkovski, com conceitos da filosofia existencial de Saren Aabye Kierkegaard. Para tanto, nosso trabalho assume, no essencial, duas premissas com as quais adquire o principal de sua fundamentação filosófica: se, por um lado, o direito trata da liberdade humana nas categorias jurídicas do ser e do dever, e se, por outro, o existencialismo de Kierkegaard trata da liberdade humana no movimento autêntico do sujeito existente cognoscente, então direito e ontologia relacionam-se através do âmbito da liberdade e podem, portanto, ser pensados a partir desta relação - esta é nossa primeira premissa. A segunda, por sua vez, consiste na asserção segundo a qual a existência é irredutível ao conceito, e assim também, o sujeito é irredutível ao objeto, a temporalidade irredutível à lógica, e o pensamento à realidade. A partir de tais premissas, abre-se a possibilidade, para a reflexão, de embrenhar-se em uma esfera filosófica de pensamento que não apenas se ocupa, mas, principalmente, que se preocupa com o engendramento da liberdade, o que significa, no limite, pensá-la não do ponto de vista da ciência exclusivamente, mas do ponto de vista da cons-ciência. Quanto a isso, Andrei Rublev é obra exemplar, não somente pela profundidade de seus conteúdos ou pela estética singular de Andrei Tarkovski, seu idealizador e realizador, mas sobretudo pela possibilidade de articulação que se pode realizar entre o projeto filosófico kierkegaardiano globalmente considerado e a jornada do protagonista, o próprio Andrei Rublev. No mais, os dois autores utilizam-se de paradigmas da filosofia da religião para exprimirem seus projetos, e, por isso, em respeito à linguagem deles, também nós o faremos. Diante de tudo, pretendemos mostrar, através do itinerário existencialde Rublev, de que modo ele desenvolve-se ontologicamente em direção a si mesmo, isto é, de que modo ele, ao final de sua história - e também de sua vida - torna-se quem ele deve ser: ele mesmo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.04.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBIN, Fernando; OLIVEIRA, Mara Regina de. Uma análise de Andrei Rublev: direito e ontologia. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.
    • APA

      Barbin, F., & Oliveira, M. R. de. (2016). Uma análise de Andrei Rublev: direito e ontologia. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barbin F, Oliveira MR de. Uma análise de Andrei Rublev: direito e ontologia. 2016 ;
    • Vancouver

      Barbin F, Oliveira MR de. Uma análise de Andrei Rublev: direito e ontologia. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020