Exportar registro bibliográfico

Estudo da viabilidade para introduzir na rotina testes de diagnóstico para infecção respiratória aguda (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: FURLAN, TERESA MARIA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPT
  • Subjects: CORONAVIRUS; EPIDEMIOLOGIA; DOENÇAS RESPIRATÓRIAS; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE; INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS; VIROSES
  • Keywords: Análise custo-benefício; Coronavirus; Cost-benefit analysis; Cost-effectiveness; Custo-efetividade; Diagnostic tests routine; Epidemiology; Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa; Respiratory tract diseases; Respiratory tract infections; Reverse transcriptase polymerase chain reaction; Testes diagnósticos de rotina; Virus diseases
  • Language: Português
  • Abstract: tratamento para qualquer tipo de câncer, predominantemente do sexo feminino (81 mulheres e 70 homens) com idades entre 18-86 anos. Para participar do estudo o paciente era consultado e o critério para escolha do paciente foi ser portador de câncer, com história de febre (ainda que referida) acompanhada de tosse ou dor de garganta, tosse e sintomas respiratórios agudos, atendidos por protocolo padronizado que inclui avaliação na admissão, seguimento e manejo antimicrobiano. Para a avaliação econômica os pacientes foram classificados de acordo com o estado geral de saúde, se apresentavam bom estado de estado de saúde poderiam receber alta e faziam uso da medicação em casa evitando 5 dias de internação se recebessem algum resultado para Influenza ou RSV, no entanto os pacientes que apresentavam outro vírus, resultado negativo ou o estado geral era ruim permaneciam internados por 7 dias em observação e cuidados com medicação adequada. Foram realizadas análises econômicas em dois âmbitos: o sistema de saúde publico e o privado considerando o fator diminuição de dias de internação. A analise de Custo-benefício foi eficiente no Sistema privado mas inadequada para o SUS assim como, qualquer outra medida monetária já que os valores de reembolso do SUS estão defasados do custo de qualquer internação. A análise de Custo-efetividade que olha para outros fatores além do monetário foi efetiva nos dois sistemas que enfrentam falta de leitos além da condição de saúde do paciente de evitara ingestão desnecessária de antibióticos, evitar os gastos do acompanhante, perda de dias de trabalho e estudo. Não houve correspondência de resultados dos testes rápidos com o multiplex de Biologia MolecularPara avaliar os benefícios da comunicação rápida ao clínico do diagnóstico de vírus respiratórios, foi analisado a viabilidade econômica de 2 testes, com o tempo de entrega de resultado em 2 horas para teste rápido e 48 horas para Biologia Molecular. As amostras coletadas foram processadas utilizando técnicas convencionais e os testes disponíveis no mercado local. Foram escolhidos dois testes rápidos pelo método de imunocromatografia para quatro parâmetros analíticos: Influenza A, Influenza H1N1, Influenza B e Vírus Sincicial Respiratório (RSV) e em Biologia Molecular um teste de RT-PCR multiplex com 25 patógenos entre vírus e bactérias. O tipo de amostra utilizada foi swab e lavado de nasofaringe. A população escolhida para o estudo foi paciente adulto, em tratamento de câncer, que necessita de uma resposta rápida já que a maioria se encontra com comprometimento do sistema imune por doença ou por tratamento. O estudo foi transversal, realizado entre os anos de 2012 e 2013, para avaliar a viabilidade econômica da introdução de testes de diagnóstico da infecção respiratória aguda de etiologia viral a partir de amostras de nasofaringe em pacientes com câncer atendidos no Centro de Atendimento de Oncologia Intercorrência (CAIO ), do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), hospital público que atende exclusivamente Sistema Único de Saúde (SUS) e Hospital A.C. Camargo, que atende tanto a pacientes do SUS como da rede privada. O estudo incluiu 152 pacientes em
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FURLAN, Teresa Maria; MASSAD, Eduardo. Estudo da viabilidade para introduzir na rotina testes de diagnóstico para infecção respiratória aguda. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-30062016-161948/ >.
    • APA

      Furlan, T. M., & Massad, E. (2016). Estudo da viabilidade para introduzir na rotina testes de diagnóstico para infecção respiratória aguda. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-30062016-161948/
    • NLM

      Furlan TM, Massad E. Estudo da viabilidade para introduzir na rotina testes de diagnóstico para infecção respiratória aguda [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-30062016-161948/
    • Vancouver

      Furlan TM, Massad E. Estudo da viabilidade para introduzir na rotina testes de diagnóstico para infecção respiratória aguda [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-30062016-161948/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021