Exportar registro bibliográfico

Práticas de acolhimento e os modos de gestão na atenção básica em saúde à luz da análise institucional (2015)

  • Autor:
  • Autor USP: FORTUNA, CINIRA MAGALI - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE; SAÚDE PÚBLICA; ENFERMAGEM EM SAÚDE PÚBLICA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo é parte de uma pesquisa maior intitulada: Cogestão, Apoio Institucional e Acolhimento na Atenção Básica: uma pesquisa-intervenção, financiada pela Fapesp (projeto número 2014/50037-0), modalidade de pesquisa para o Sistema Único de Saúde PPSUS. Teve como objetivo geral analisar as práticas de acolhimento e de gestão das equipes na atenção básica de uma região de saúde do Estado de São Paulo à luz de conceitos da análise institucional e por objetivos específicos: Caracterizar as práticas de acolhimento e de gestão das equipes de atenção básica aderentes ao Programa de Melhoria e Acesso da Atenção Básica (PMAQ-AB) da Região Coração e Analisar as concepções de cogestão e de acolhimento de trabalhadores de atenção básica pertencentes a equipes aderentes ao PMAQ. Os dados foram produzidos através da escuta dos trabalhadores de equipes de atenção básica em dezesseis sessões de grupos focais com 130 trabalhadores de saúde pertencentes aos seis municípios. A análise dos dados se fez durante todo o processo de investigação. Os grupos focais foram gravados e transcritos produzindo um material que foi lido e debatido pela equipe de pesquisadores considerando os conceitos do referencial teórico-metodológico da análise institucional. A tese defendida é a de que realizar a leitura dos processos vivenciados no quotidiano de equipes de saúde em sua dupla dimensão: relação entre trabalhadores (modos de gestão) e relações entre trabalhadores e usuários (acolhimento) através de elementos análise institucional, abre possibilidades para compreensão das lógicas instituídas nas relações entre as profissões da saúde, especialmente na atenção básica e nos processos de captura que se dão com a institucionalização de dispositivos em implantação e implementação no sistema público de saúde. Os resultados foram apresentados por tema (acolhimento emodos de gestão) e por município pois considera-se que as especificidades de cada um deles participa da construção das relações intra e extra-equipe. A discussão é apresentada através de eixos interdependentes: "A institucionalização do acolhimento na saúde e a captura de sua capacidade de interrogar os processos de trabalho"; "Da cogestão à congestão: as práticas de gestão e as equipes de saúde" e por último; "Acolhimento e práticas de gestão como analisadores das relações entre trabalhadores e trabalhadores (entre as profissões) e entre trabalhadores e usuários". Conclui-se que as concepções de acolhimento estão ligadas ao receber bem, se colocar no lugar do outro, resolver os problemas dos usurários e que nas práticas cotidianas é a ordenação da fila para o acesso ao médico, realizado por agentes comunitários, recepcionista e com a participação da enfermagem e em especial do enfermeiro. Os médicos e dentistas, em geral, não participam desse processo. Quanto as práticas de gestão, elas se fazem em cascata, quando há reuniões de equipe elas seguem uma lógica de informação de decisões e planejamento de ações para execução. O termo cogestão é desconhecido para grande parte dos trabalhadores. Nesse processo, as relações entre QS trabalhadores e desses com os usuários ganham contornos coproduzindo-as. No processo de institucionalização a potência criadora desses dispositivos é absorvida e incorporada num movimento de repetição. Quebrar os fluxos instituídos é um imperativo para as mudanças das práticas, os dispositivos são provisórios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 00.00.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FORTUNA, Cinira Magali. Práticas de acolhimento e os modos de gestão na atenção básica em saúde à luz da análise institucional. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Fortuna, C. M. (2015). Práticas de acolhimento e os modos de gestão na atenção básica em saúde à luz da análise institucional. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Fortuna CM. Práticas de acolhimento e os modos de gestão na atenção básica em saúde à luz da análise institucional. 2015 ;
    • Vancouver

      Fortuna CM. Práticas de acolhimento e os modos de gestão na atenção básica em saúde à luz da análise institucional. 2015 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021