Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Análise do ganho de peso gestacional em mulheres da região Sudeste do Brasil e desfechos perinatais (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: NUNES, CAROLINE TEIXEIRA GRAF - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740
  • Subjects: ESTADO NUTRICIONAL; GANHO DE PESO; GESTANTES; GRAVIDEZ; ÍNDICE DE MASSA CORPORAL; RECÉM-NASCIDO; SAÚDE DA MULHER; SAÚDE MATERNO-INFANTIL; PERÍODO PERINATAL; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Keywords: Ganho de Peso Gestacional; Gestação; Índice de Massa Corpórea
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A obesidade é um dos grandes problemas de Saúde Pública e atinge níveis epidêmicos em grande parte do mundo. A maioria dos indivíduos com excesso de peso são mulheres, no Brasil o tamanho desta população também é expressivo, as em idade fértil são as que apresentam maior risco para o desenvolvimento da obesidade, o que está associado ao ganho de peso excessivo durante a gestação e a retenção de peso após o nascimento. O excesso de peso materno está relacionado a desfechos negativos para saúde materno-infantil. Objetivo: Analisar o peso gestacional e desfechos perinatais em mulheres da região sudeste do Brasil. Método: estudo transversal, com a utilização de dados provenientes de uma coorte nacional, com base hospitalar denominada: Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento, inquérito realizado no período de 2011 e 2012.Partindo da amostra inicial total do Sudeste composta por 10.154 mulheres entrevistadas e considerando os fatores de inclusão e exclusão para esta pesquisa, chegou-se a uma amostra de 3.405 binômios (mãe /recém-nascido).As variáveis estudadas foram ganho de peso, idade materna, peso pré-gestacional, Índice de Massa Corporal inicial e final, idade gestacional, tipo de parto e peso ao nascer. Análise foi realizada através das medidas de tendência central. Foi utilizado teste de Mann-Whitney para dados de distribuição normal e coeficiente de Pearson para variáveis contínuas.Foram considerados como significante os resultados com um p <= a 0,05. Resultados: A maioria das participantes apresentou faixa etária entre 21 e 30 anos, os nascimentos ocorreram entre a 38ª e 39ª semana gestacional, e seus recém-nascidos tiveram peso mediano de 3.219 g. Grande parte das pesquisadas (61,04 por cento) iniciaram a gestação com um estado nutricional considerado adequado e 31,51 por cento apresentavam excesso de peso anterior à gestação. O ganho de peso excessivo ocorreu em todas as categorias de IMC pré-gestacional representando 49,6 por cento da população total estudada. O peso anterior à gestação apresentou elevada correlação com ganho de peso total ao final da gestação. Também foi observada influência do ganho de peso na gestação com a via de parto, idade gestacional e peso do bebê ao nascer. Conclusão: A maioria da população iniciou a gestação com estado nutricional adequado, porém, houve ganho de peso excessivo considerável em todas as categorias de IMC, este influenciou na via de parto onde a maioria aconteceu por operação cesariana e no peso ao nascer. O estado nutricional inicial influencia fortemente o estado nutricional ao final da gestação. Por isto, é importante que os programas de intervenção atuem em todas as etapas deste período, inclusive na conscientização da importância de um peso adequado anterior a concepção. Além de promover ações que auxiliem nos cuidados quanto ao ganho de peso na gestação.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2015
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NUNES, Caroline Teixeira Graf; ABREU, Luiz Carlos de. Análise do ganho de peso gestacional em mulheres da região Sudeste do Brasil e desfechos perinatais. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740 > DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740.
    • APA

      Nunes, C. T. G., & Abreu, L. C. de. (2015). Análise do ganho de peso gestacional em mulheres da região Sudeste do Brasil e desfechos perinatais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740
    • NLM

      Nunes CTG, Abreu LC de. Análise do ganho de peso gestacional em mulheres da região Sudeste do Brasil e desfechos perinatais [Internet]. 2015 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740
    • Vancouver

      Nunes CTG, Abreu LC de. Análise do ganho de peso gestacional em mulheres da região Sudeste do Brasil e desfechos perinatais [Internet]. 2015 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-22122015-122740

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021