Exportar registro bibliográfico

Fragmento, escrita do desastre e testemunhos da desrazão (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: LUBLINER, CIRO MARTINS - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: PÓS-MODERNISMO; CINEMA; LITERATURA BRASILEIRA; LITERATURA COMPARADA
  • Keywords: Comunidade; Comunity; Desrazão; Unreason
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa pretende colocar em diálogo, em um movimento de mútua iluminação, parte dos conceitos expostos no livro L'Écriture du Désastre de Maurice Blanchot e da produção de um grupo de escritores brasileiros, reunidos aqui na forma de uma dita comunidade da desrazão. Partiremos inicialmente dos estímulos em Blanchot para a práticade uma escrita fragmentária que se fará posteriormente presente no desastre e nos testemunhos da desrazão. Estas referências se baseiam, sobretudo, nos pensamentos de dois filósofos alemães: F. Schlegel e F. Nietzsche. Após a visitação da potência do fragmento na escrita iremos diretamente ao levantamento de uma espécie de composição alquímica que parece haver no desastre blanchotiano. Isto será feito na identificação de alguns conceitos que pairam sobre ele, na formação de um corpo, molecularização e substancialização do desastre. Como forma de exemplificação para esta corporificação utilizaremos o filme Hiroshima mon amourde Alain Resnais, marcador de uma fissura no século XX através do acontecimento da barbárie atômica. Reuniremos então, por meio do conceito de comunidadetal qual colocado pelo filósofo francês Jean-Luc Nancy, autores da literatura brasileira que produziram escritos provenientes de estados de desatino, tendo mesmo parte de seus testemunhos registrados durante ou após períodos de internações psiquiátricas. Estes autores serão: Lima Barreto, Maura Lopes Cançado, Torquato Neto, Renato Pompeu e Rodrigo de Souza Leão. Por conta dacarga confessional que muitos destes textos apresentam, nos apoiaremos ainda para uma análise mais profunda narelação entre a ficção e o real no pensamento quanto ao testemunho proposto por Jacques Derrida. Buscaremos também vislumbrar como os elementos da alquimia do desastre pairam e operam nestes escritos. Finalmente, veicularemos textualmente o trabalho poético-performático por nós realizado Fukushima mon amour, expositor das diferenças e transmutações dos tempos através da mediação do desastre e da desrazão na arte produzida a partir dos perigos e fantasmas provenientes do acidente nuclear.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.11.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LUBLINER, Ciro Martins; VASCONCELOS, Mauricio Salles de. Fragmento, escrita do desastre e testemunhos da desrazão. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8156/tde-10032016-134051/ >.
    • APA

      Lubliner, C. M., & Vasconcelos, M. S. de. (2015). Fragmento, escrita do desastre e testemunhos da desrazão. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8156/tde-10032016-134051/
    • NLM

      Lubliner CM, Vasconcelos MS de. Fragmento, escrita do desastre e testemunhos da desrazão [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8156/tde-10032016-134051/
    • Vancouver

      Lubliner CM, Vasconcelos MS de. Fragmento, escrita do desastre e testemunhos da desrazão [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8156/tde-10032016-134051/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021