Exportar registro bibliográfico

Avaliação da permeabilidade intestinal da furosemida e da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina por meio do modelo de perfusão in situ de passagem tripla em ratos (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: ROSSATO, JULIANA PEREIRA MAURA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: BIOFARMÁCIA; GLICOPROTEÍNAS; FÁRMACOS DIURÉTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A furosemida é um fármaco de ação diurética e amplamente utilizado em tratamentos de doenças renais, cardíacas e pulmonares. Sua absorção é problemática e de alta variabilidade inter e intraindividual. Este fármaco tem sido classificado como pertencente às classes II (baixa solubilidade e alta permeabilidade) ou IV (baixa permeabilidade e baixa solubilidade) do Sistema de Classificação de Biofarmacêutica (SCB). Em estudos anteriores da equipe de pesquisa, SPRICIGO e colaboradores (2008) e SILVA (2014) desenvolveram complexos de furosemida com hidroxipropil-β-ciclodextrina que permitiram a otimização da solubilidade deste fármaco. Entretanto, dados sobre a sua permeabilidade intestinal, quando complexado, não foram determinados. Somando-se a isto, a literatura apresenta informações distintas em relação a este parâmetro, o que corrobora a importância de se avaliar a permeabilidade deste fármaco. Diversas técnicas têm sido empregadas para a avaliação da permeabilidade intestinal dos fármacos. No presente trabalho empregou-se o modelo de perfusão in situ de passagem tripla, cuja técnica possibilita avaliar a permeabilidade em três segmentos diferentes em um mesmo animal e ainda, apresenta características interessantes, pois trata-se de um método que proporciona, durante todo o experimento, condições mais próximas daquelas encontradas durante o processo in vivo de absorção de fármacos no intestino tais como: suprimento sanguíneo, inervação intacta, preservação das proteínas transportadoras de membranas e presença da camada de muco. O presente trabalho foi dividido nas seguintes etapas: (i) obtenção da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina, (ii) caracterização dos fármacos utilizando técnicas de análises térmicas, (iii) estudo de perfusão in situ de passagem tripla nos três segmentos intestinais (duodeno, jejuno e íleo) de ratos machos Wistar na ausência e na presença de inibidoresda glicoproteína P e de enzimas metabolizadoras CYP3A4 com posterior análise estatística do impacto da ciclodextrina e inibidores na permeabilidade da furosemida e; (iv) análise histológica das microvilosidades intestinais após o ensaio de perfusão in situ nos três segmentos intestinais. Os valores encontrados em cada segmento para furosemida complexada foram: 8,58 ± 0,002 x ‘10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’; 9,15 ± 0,003 x’10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’ e; 8,06 ± 0,002 x ‘10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’, respectivamente para duodeno, jejuno e íleo enquanto que para furosemida pura encontraram-se os seguintes: 3,42 ± 0,08 x ‘10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’ para duodeno; 3,87 ± 0,11 x ‘10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’ para jejuno e 3,08 ± 0,001 x ‘10POT.-5’ cm.’sPOT.-1’ para íleo. Assim sendo, os valores obtidos para a permeabilidade da furosemida complexada foram significativamente superiores (p < 0,05) aos da furosemida pura, sugerindo que, a ciclodextrina pode ter influência no mecanismo de transporte da furosemida, que é via passiva paracelular. Quanto aos mecanismos envolvidos na permeabilidade da furosemida através dos enterócitos, pode-se sugerir que observou-se pouca influência dos inibidores da glicoproteína P (P-gp) e da enzima CYP3A4, sugerindo que não há uma participação importante destes mecanismos em sua absorção intestinal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.02.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROSSATO, Juliana Pereira Maura; SERRA, Cristina Helena dos Reis. Avaliação da permeabilidade intestinal da furosemida e da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina por meio do modelo de perfusão in situ de passagem tripla em ratos. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-30032016-145037/ >.
    • APA

      Rossato, J. P. M., & Serra, C. H. dos R. (2016). Avaliação da permeabilidade intestinal da furosemida e da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina por meio do modelo de perfusão in situ de passagem tripla em ratos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-30032016-145037/
    • NLM

      Rossato JPM, Serra CH dos R. Avaliação da permeabilidade intestinal da furosemida e da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina por meio do modelo de perfusão in situ de passagem tripla em ratos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-30032016-145037/
    • Vancouver

      Rossato JPM, Serra CH dos R. Avaliação da permeabilidade intestinal da furosemida e da furosemida complexada com hidroxipropil-β-ciclodextrina por meio do modelo de perfusão in situ de passagem tripla em ratos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-30032016-145037/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021