Exportar registro bibliográfico

Avaliação da qualidade da terapia nutricional parenteral em hospital geral brasileiro de grande porte dotado de equipe multidisciplinar de terapia nutricional (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: SHIROMA, GLAUCIA MIDORI - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: NUTRIÇÃO PARENTERAL; INDICADORES DE QUALIDADE; TERAPÊUTICA; INDICADORES DE SERVIÇOS DE SAÚDE; HOSPITAIS GERAIS; ALTA HOSPITALAR; EVOLUÇÃO CLÍNICA
  • Keywords: Clinical evolution; General hospitals; Health care; Nutritional therapy; Parenteral nutrition; Patient discharge; Quality indicators; Terapia nutricional
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O controle de qualidade em Terapia Nutricional Parenteral permite a identificação de processos inadequados em nutrição parenteral. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade da prática de Terapia Nutricional Parenteral em um hospital geral brasileiro de grande porte com uma Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional estabelecida. MÉTODOS: O presente estudo observacional, longitudinal, analítico e prospectivo analisou 100 pacientes adultos internados sob terapia nutricional parenteral e os cuidados de uma equipe multidisciplinar de terapia nutricional, durante 21 dias ou até a alta hospitalar/óbito. Durante esse período, a qualidade da terapia nutricional parenteral praticada foi avaliada em relação à conformidade de sua indicação com diretrizes internacionais (ASPEN 2007), à conformidade do volume de solução de nutrição parenteral prescrito com aquele efetivamente infundido, à conformidade com metas de indicadores de qualidade em terapia nutricional (IQTN; ILSI-Brasil) e à incidência de complicações mecânicas, metabólicas e infecciosas. A associação entre as diferentes variáveis estudadas foi testada por análise univariada, aplicando-se o teste exato de Fisher. A correlação com desfechos clínicos (alta / óbito) incluiu a análise de variância Anova (para grupos de doenças) e o teste Mann-Whitney (para adequação entre volume prescrito e volume recebido de solução parenteral). Para todas as análises adotou-se nível de significância de 5% (p < 0,05) e o programa SPSS 18,0 para Windows (SPSS, Chicago, IL, EUA)para sua condução. RESULTADOS: As indicações de terapia nutricional parenteral não estavam em conformidade com as orientações da ASPEN 2007 em 15 pacientes. Entre os 85 pacientes restantes, 48 (56,5%) não receberam terapia nutricional parenteral adequadamente (> 80% do volume total prescrita). Fatores significativamente associados com inadequação do volume de nutrição parenteral infundido (p < 0,005) foram: ordem médica independente da equipe multidisciplinar de terapia nutricional, progressão da terapia nutricional parenteral, mudanças no cateter venoso central, causas desconhecidas e desajustes operacionais (por exemplo, perda de prescrição médica, não entrega da solução de NP por atraso na farmácia, temperaturas inadequadas para infusão da solução de NP). Observou-se correlação inversa significativa entre o tempo de administração de volume adequado de nutrição parenteral com a ocorrência de óbitos; e correlação direta dessa variável com a ocorrência de alta hospitalar (p = 0,047). Os indicadores de qualidade em terapia nutricional relacionados a cálculo de necessidades energéticas e proteicas e níveis de glicemia atingiram as metas estipuladas pelos indicadores; no entanto, a taxa de sepse e infecção de cateter venoso central foi maior do que a meta por eles preconizada. As complicações associadas à terapia nutricional parenteral encontradas foram de natureza infecciosa,principalmente relacionadas a infecções do cateter venoso central (28,23%). CONCLUSÕES: Em um hospital geral brasileiro de grande porte, apesar da presença de uma equipe de suporte nutricional estabelecida, observou-se um nível moderado de inadequação na indicação, administração e monitoramento da terapia nutricional parenteral nele praticada. Alguns fatores externos ao controle da equipe multidisciplinar de terapia nutricional parecem ser responsáveis por essas inadequações. Essas observações reforçam a necessidade de rever a eficiência da equipe de suporte nutricional, principalmente quanto à sua inter-relação com os demais membros da equipe assistencial hospitalar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.01.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SHIROMA, Glaucia Midori; WAITZBERG, Dan Linetzky. Avaliação da qualidade da terapia nutricional parenteral em hospital geral brasileiro de grande porte dotado de equipe multidisciplinar de terapia nutricional. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-08042016-162244/ >.
    • APA

      Shiroma, G. M., & Waitzberg, D. L. (2016). Avaliação da qualidade da terapia nutricional parenteral em hospital geral brasileiro de grande porte dotado de equipe multidisciplinar de terapia nutricional. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-08042016-162244/
    • NLM

      Shiroma GM, Waitzberg DL. Avaliação da qualidade da terapia nutricional parenteral em hospital geral brasileiro de grande porte dotado de equipe multidisciplinar de terapia nutricional [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-08042016-162244/
    • Vancouver

      Shiroma GM, Waitzberg DL. Avaliação da qualidade da terapia nutricional parenteral em hospital geral brasileiro de grande porte dotado de equipe multidisciplinar de terapia nutricional [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-08042016-162244/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021