Exportar registro bibliográfico

Influência do uso de fita nasal na capacidade e função respiratória de equinos da raça Árabe durante e após o exercício (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, TIAGO MARCELO - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: EQUINOS; EXERCÍCIO FÍSICO (VETERINÁRIA); FREQUÊNCIA CARDÍACA (VETERINÁRIA); NEUTRÓFILOS; RESPIRAÇÃO ANIMAL
  • Keywords: Aerobic capacity; Dilatador nasal; Frequência respiratória; Neutrophil Nasal dilator; Respiratory frequency; Tidal volume; Volume tidal
  • Language: Português
  • Abstract: A fita nasal é amplamente utilizada em equinos durante o exercício, porém seus resultados são controversos e pouco conhecidos em animais que disputam provas de resistência. Os objetivos desse trabalho foram verificar se o uso da fita nasal influencia parâmetros durante o exercício predominantemente aeróbico, como frequência respiratória, volume tidal, volume minuto, tempos de inspiração e expiração, população de células por meio de lavado broncoalveolar, frequência cardíaca e lactato sanguíneo. Foram utilizados seis equinos da raça Árabe que realizaram dois testes de longa duração em esteira, sendo um teste com fita e outro sem a fita nasal. Durante os testes eram realizadas coletas de sangue, espirometria com obtenção de curvas de fluxo e volume respiratório, e registro da frequência cardíaca por meio de frequencímetro. Duas horas após o término do exercício foi realizado lavado broncoalveolar para realização de citologia da secreção pulmonar. Não houveram diferenças entre os parâmetros ventilatórios analisados entre os animais quando correram com ou sem a fita nasal. Entretanto, a frequência cardíaca foi em média menor durante o exercício nos animais que se exercitaram com a fita nasal (p<0,05), podendo indicar uma melhor oferta de oxigênio durante o exercício de longa duração com o uso da fita nasal, apesar de não encontrarmos alterações nos parâmetros de fluxo e volume respiratório. Na avaliação citológica do conteúdo do lavado broncoalveolar, foi verificada maiorporcentagem de neutrófilos após o exercício nos animais que se exercitaram com a fita nasal (p<0,05), indicando que o turbilhonamento na passagem do ar através da cavidade nasal pode ter diminuído permitindo que partículas maiores se depositassem em porções mais distais do sistema respiratório, induzindo uma resposta neutrofílica mais intensa. O uso da fita nasal parece influenciar alguns parâmetros durante e após o exercício em animais que realizam provas de longa duração. Outros estudos devem ser realizados para verificar se essa influência pode melhorar o desempenho desses animais em exercícios predominantemente aeróbicos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.11.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Tiago Marcelo; FERNANDES, Wilson Roberto. Influência do uso de fita nasal na capacidade e função respiratória de equinos da raça Árabe durante e após o exercício. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26012016-152124/ >.
    • APA

      Oliveira, T. M., & Fernandes, W. R. (2015). Influência do uso de fita nasal na capacidade e função respiratória de equinos da raça Árabe durante e após o exercício. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26012016-152124/
    • NLM

      Oliveira TM, Fernandes WR. Influência do uso de fita nasal na capacidade e função respiratória de equinos da raça Árabe durante e após o exercício [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26012016-152124/
    • Vancouver

      Oliveira TM, Fernandes WR. Influência do uso de fita nasal na capacidade e função respiratória de equinos da raça Árabe durante e após o exercício [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26012016-152124/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021