Exportar registro bibliográfico

Perfil bioquímico e hemogasométrico de concentrado de hemácias canino coletados em CPDA-1 e CPD/SAG-M, com e sem filtro de redução de leucócitos (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: MOROZ, LUDMILA RODRIGUES - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: CÃES; LEUCÓCITOS
  • Keywords: Biochemical profile; Hemogasometria; Hemogasometry; Lesões de armazenamento; Leucorredução; Leukoreduction; Medicina transfusional veterinária; Perfil bioquímico; Storage lesions; Veterinary transfusion medicine
  • Language: Português
  • Abstract: A medicina transfusional utiliza o sangue como ferramenta terapêutica suporte para diversas doenças, e vários estudos justificam o uso de hemocomponentes em detrimento de sangue total. A estocagem e a manipulação do sangue podem acarretar alterações funcionais de seus subprodutos, e a transfusão de hemácias estocadas por longos períodos pode ocasionar danos ao receptor. Portanto, embora a manutenção do estoque de componentes eritrocitários seja necessária, o armazenamento sanguíneo pode reduzir a função das hemácias transfundidas e causar reações transfusionais indesejadas, fato que estimula o desenvolvimento de novas soluções e aditivos extras, culminando com hemocomponentes mais seguros e com maior tempo de validade. Este estudo teve o objetivo de avaliar as alterações na composição bioquímica e hemogasométrica que pudessem ser imputadas na ocorrência de lesões de armazenamento no concentrado de hemácias (CH) canino em decorrência do tipo de solução preservativa utilizada (citrato, fosfato, dextrose e adenina [CPDA-1] ou com o citrato, fosfato, dextrose com solução extra de adenina, glicose e manitol [CPD/SAG-M]). Um segundo objetivo foi avaliar se a redução de leucócitos do CH impactaria de forma decisiva a estocagem do CH. Para tanto foram comparados valores referentes à pressão de oxigênio (PO2), pressão de dióxido de carbono (PCO2), saturação de oxigênio (SO2), pH, taxa de hemólise, glicose, sódio e potássio extracelulares. As bolsas foram analisadas a cada sete dias,iniciando 12 horas após a colheita até completar 42 dias (seis semanas de estocagem). Foram estudadas 23 bolsas divididas em quatro grupos, sendo o Grupo 1 de CH colhido em CPDA-1 (6 bolsas), Grupo 2 em CPDA-1 leucorreduzido (6 bolsas), Grupo 3 em CPD/SAG-M (6 bolsas) e Grupo 4 em CPD/SAG-M leucorreduzido (5 bolsas). Dentre os resultados, não foram observadas alterações significativas na taxa de hemólise que pudessem indicar qual anticoagulante foi mais eficaz, tão pouco se a leucorredução possuiu efeito preservante dos eritrócitos. Também não houve diferenças significativas na concentração de glicose e pH entre os grupos durante as semanas de estudo. Foram observadas diferenças na concentração de potássio extracelular, com menor concentração nas bolsas leucorreduzidas. A variação da PCO2 não apresentou um comportamento padrão de aumento ou redução com diferenças significativas claras. Contudo, foram observadas mudanças marcantes no comportamento da concentração de oxigênio ao se comparar a presença ou ausência dos leucócitos, independente do anticoagulante utilizado, com aumento marcante nos valores de PO2 nos grupos leucorreduzidos a partir da segunda semana(P<0,05). A SO2 apresentou diferença significativa entre os grupos que sofreram ou não leucorredução desde a semana zero (P<0,05), com valores maiores nos grupos leucorreduzidos, independente do anticoagulante utilizado nas semanas 1 até 5. Conclui-se analisando os dados que a solução preservativa CPD/SAG-M não ofereceu melhor meio para estocagem de CH canino quando comparado ao CPDA-1 no que tange a hemólise, mas que a redução de leucócitos (leucorredução) indicou efeito protetivo indireto da estrutura eritrocitária de CH canino em estocagem, independente do anticoagulante utilizado, observado pela menor concentração de potássio a partir de 35 dias de estocagem (quinta semana). Concluiu-se, também, que aleucorredução exerceu um impacto na concentração de oxigênio mensurado pela PO2 e SO2, indicando melhor função in vitro da hemoglobina, independente do anticoagulante utilizado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOROZ, Ludmila Rodrigues; FANTONI, Denise Tabacchi. Perfil bioquímico e hemogasométrico de concentrado de hemácias canino coletados em CPDA-1 e CPD/SAG-M, com e sem filtro de redução de leucócitos. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-26082015-150252/ >.
    • APA

      Moroz, L. R., & Fantoni, D. T. (2015). Perfil bioquímico e hemogasométrico de concentrado de hemácias canino coletados em CPDA-1 e CPD/SAG-M, com e sem filtro de redução de leucócitos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-26082015-150252/
    • NLM

      Moroz LR, Fantoni DT. Perfil bioquímico e hemogasométrico de concentrado de hemácias canino coletados em CPDA-1 e CPD/SAG-M, com e sem filtro de redução de leucócitos [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-26082015-150252/
    • Vancouver

      Moroz LR, Fantoni DT. Perfil bioquímico e hemogasométrico de concentrado de hemácias canino coletados em CPDA-1 e CPD/SAG-M, com e sem filtro de redução de leucócitos [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-26082015-150252/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021