Exportar registro bibliográfico

Efeito do plasma seminal sobre a susceptibilidade dos espermatozoides equinos às diferentes espécies reativas de oxigênio (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: GURGEL, JOãO RAFAEL CHINAIT - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VRA
  • Subjects: ANTIOXIDANTES; EQUINOS; ESPERMATOZOIDES ANIMAL
  • Keywords: Antioxidant; Equine; Espécies reativas de oxigênio; Reactive oxygen species; Semen
  • Language: Português
  • Abstract: A capacidade de preservar a viabilidade do sêmen pelo emprego das biotecnologias, como refrigeração e criopreservação, oferece muitas vantagens a equideocultura. O estresse oxidativo é um dos principais entraves para estas biotecnicas e advêm do ataque de distintas espécies reativas de oxigênio (EROs). Assim, o objetivo do presente estudo foi verificar o impacto das diferentes EROs sobre os espermatozoides com e sem plasma seminal. Foram colhidos ejaculados de 13 garanhões Mangalarga Marchador de fertilidade conhecida. Os ejaculados foram divididos em duas frações (A e B). As frações foram centrifugadas (2200g/10min) e o pellet com os espermatozoides foi ressuspendido em solução salina fisiológica ou plasma seminal de modo que as duas frações apresentassem a mesma concentração final (sptz/mL). Ambas as frações (A e B) tiveram 4 alíquotas de 400 µL retiradas e submetidas a 3 sistemas distintos de produção de EROs (xantina + xantina oxidase que produz anion superóxido; peróxido de hidrogênio; ferro + vitamina C que produz radical hidroxil) e malondialdeído. Após a incubação, as amostras A e B foram avaliadas de acordo com os testes funcionais (coloração de eosina-nigrosina para membranas, fast-green/rosa bengala para acrossomos, coloração 3-3'diaminobenzidina para atividade mitocondrial e SCSA™ para susceptibilidade a denaturação de cromatina) e avaliação do índice de peroxidação lipídica (TBARs).Todas as análises estatísticas foram realizadas pelo programa SASSystem for Windows. A susceptibilidade do espermatozoide equino ao estresse oxidativo é variável de acordo com a espécie reativa de oxigênio empregada na incubação; as espécies mais deletérias no presente experimento foram a malondialdeído e principalmente o radical hidroxil o que já era esperado. Houve um efeito benéfico quanto a manutenção das funções celulares e status oxidativo em amostras cujo plasma seminal foi preservado. A proteção atribuída ao plasma seminal influenciou parâmetros como atividade mitocondrial, susceptibilidade a denaturação acida da cromatina e índice de peroxidação lipídica. O plasma seminal exerceu mais pronunciada proteção aos eventos desencadeados pela malondialdeído
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GURGEL, João Rafael Chinait; PEREIRA, Ricardo José Garcia. Efeito do plasma seminal sobre a susceptibilidade dos espermatozoides equinos às diferentes espécies reativas de oxigênio. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-23032015-170123/ >.
    • APA

      Gurgel, J. R. C., & Pereira, R. J. G. (2014). Efeito do plasma seminal sobre a susceptibilidade dos espermatozoides equinos às diferentes espécies reativas de oxigênio. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-23032015-170123/
    • NLM

      Gurgel JRC, Pereira RJG. Efeito do plasma seminal sobre a susceptibilidade dos espermatozoides equinos às diferentes espécies reativas de oxigênio [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-23032015-170123/
    • Vancouver

      Gurgel JRC, Pereira RJG. Efeito do plasma seminal sobre a susceptibilidade dos espermatozoides equinos às diferentes espécies reativas de oxigênio [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-23032015-170123/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021