Exportar registro bibliográfico

Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: GEBARA, ROSANGELA RIBEIRO - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: ANIMAIS PARA PESQUISA; ESTUDANTES; MEDICINA VETERINÁRIA (ENSINO)
  • Keywords: Alternative methods; Harmful use of animals; Métodos alternativos; Métodos substitutivos; Students; Substitutive methods; Uso prejudicial de animais; Veterinary Medicine
  • Language: Português
  • Abstract: No ensino da medicina veterinária esta implícito o uso de animais para o aprendizado das mais diversas habilidades profissionais, sendo que na maioria das vezes os animais utilizados nas práticas pedagógicas sofrem algum tipo de prejuízo ou morrem para este fim. Com o aumento da preocupação ética em relação aos animais, nas últimas duas décadas, surgiu a necessidade de se substituir estes métodos de ensino onde havia prejuízo aos animais e ao aprendizado do aluno, por métodos humanitários. Este estudo teve como objetivo avaliar o conhecimento e opinião dos alunos das Faculdades de Medicina Veterinária brasileiras acerca da implementação dos chamados “métodos substitutivos“ ao uso prejudicial de animais e os métodos que estão sendo utilizados atualmente. Foram obtidas 1383 respostas de estudantes de medicina veterinária de 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, que responderam questionário semiaberto divulgado de forma online e as respostas foram submetidas à uma analise estatística que nos permitiu concluir que 47,9% dos entrevistados desconhecem a principal legislação acerca do uso de animais, 66,4% afirmaram conhecer o que é um método substitutivo ao uso de animais, 87,7% entendem como "uso prejudicial de animais” a eutanásia de um animal saudável para fins didáticos”; 55,6% acreditam que métodos substitutivos podem sim substituir o uso de animais, desde que seja o método apropriado e que a principal vantagem desta substituição seria o fato de que são métodos eticamente aceitáveis onde não há crueldade contra animais” (57,3%) e a principal desvantagem seria o custo para aquisição (51,8%). Cerca de 93% indicaram que há utilização de animais no seu curso, sendo que a principal espécie o cão (76,5%) e a anatomia apontada como a disciplina que mais utiliza animais. Quanto as aulas de técnica cirúrgica, o método mais citado foi o uso de cadáverespreservados (27,2%).Quanto a utilização de métodos substitutivos, 47,3% responderam que seus cursos utilizam estes métodos e que a disciplina que mais utilizava métodos como manequins, simuladores, vídeos, e softwares era a de anatomia, seguidas das disciplinas de clinica e cirurgia de pequenos animais, que utilizavam atendimento clinico de animais da comunidade ou de ONGs. De acordo com os dados analisados, podemos afirmar que os alunos de Instituições de ensino públicas tiveram mais contato com o conceito dos 3Rs que os alunos de Instituições de ensino privadas e que não há diferenças significativas entre as Instituições públicas e privadas quanto ao uso de métodos substitutivos. Diante destes resultados, faz-se necessário um esforço de toda comunidade acadêmica, dos docentes, dos coordenadores e do comitê de ética da escola no sentido de se desenvolver e implantar métodos didáticos humanitários e eficazes, que possam ir ao encontro das necessidades e posicionamentos éticos dos estudantes de medicina veterinária
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GEBARA, Rosangela Ribeiro; MATERA, Julia Maria. Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-09122015-143841/ >.
    • APA

      Gebara, R. R., & Matera, J. M. (2015). Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-09122015-143841/
    • NLM

      Gebara RR, Matera JM. Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-09122015-143841/
    • Vancouver

      Gebara RR, Matera JM. Métodos substitutivos ao uso prejudicial de animais no ensino médico veterinário: uma análise da realidade brasileira por meio da percepção do estudante [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-09122015-143841/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020