Exportar registro bibliográfico

Estudo biomecânico comparativo entre novo sistema de bloqueio (PAX) e sistema convencional de bloqueio (Synthes) em ensaios de arrancamento e teste de quatro pontos (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: CAVALCANTI, RENATO ALBUQUERQUE DE OLIVEIRA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: BIOMECÂNICA; FRATURAS DE OSSOS EM ANIMAL; ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA VETERINÁRIA
  • Keywords: Arrancamento; Biomechanics; Locking plate; Orthopedics; Placa bloqueada; Pullout; Test 4 points; Teste de 4 pontos
  • Language: Português
  • Abstract: Os materiais utilizados nas osteossínteses passam constantemente por avanços tecnológicos. Um dos mais recentes dispositivos é a chamada placa bloqueada, suas principais indicações são fraturas com alto grau de cominução, fraturas que não exigem uma redução anatômica, ossos osteopenicos, por exemplo, acometidos pela osteoporose, entre outras. Atualmente novos modelos de placas com bloqueio estão sendo desenvolvidos, onde a interface do parafuso e a placa são feito pela deformação do orifício, com a vantagem da instalação do parafuso em diversos ângulos. O presente projeto tem por objetivo estudar comparativamente a diferença entre os dois tipos de interface parafuso placa, como também realizar teste de quatro pontos comparando o sistema novo de bloqueio com o sistema convencional de bloqueio. Realizamos ensaios de arrancamento com sistema convencional de bloqueio (Synthes) e com o novo sistema de bloqueio (PAX) em parafusos 2,0mm; 2,4mm; 2,7mm e 3,5mm. Em todos os grupos testados o sistema convencional de bloqueio foi mais resistente e apresentou diferença significativa estatisticamente, teste de Mann- Witney (p< 0,05). Os valores de P obtidos foram: sistema 2.0mm p = 0,008; sistema 2.4 mm p= 0,008; sistema 2.7 mm p= 0,016; sistema 3.5 mm p= 0,008. No teste de 4 pontos utilizamos 20 placas da marca Synthes (sistema convencional de bloqueio) e 20 da marca PAX (novo sistema de bloqueio) e o sistema convencional de bloqueio se mostrou novamente mais resistente com diferençasignificativa. Os valores de P obtidos foram: sistema 2.0mm p = 0,008; sistema 2.4 mm p= 0,008; sistema 2.7 mm p= 0,008; sistema 3.5 mm p= 0,008. Conclui-se que o sistema convencional de bloqueio se mostrou mais resistente tanto no teste de arrancamento quanto no teste de flexão de quatro pontos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.01.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALCANTI, Renato Albuquerque de Oliveira; FERRIGNO, Cassio Ricardo Auada. Estudo biomecânico comparativo entre novo sistema de bloqueio (PAX) e sistema convencional de bloqueio (Synthes) em ensaios de arrancamento e teste de quatro pontos. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-13082015-171413/ >.
    • APA

      Cavalcanti, R. A. de O., & Ferrigno, C. R. A. (2015). Estudo biomecânico comparativo entre novo sistema de bloqueio (PAX) e sistema convencional de bloqueio (Synthes) em ensaios de arrancamento e teste de quatro pontos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-13082015-171413/
    • NLM

      Cavalcanti RA de O, Ferrigno CRA. Estudo biomecânico comparativo entre novo sistema de bloqueio (PAX) e sistema convencional de bloqueio (Synthes) em ensaios de arrancamento e teste de quatro pontos [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-13082015-171413/
    • Vancouver

      Cavalcanti RA de O, Ferrigno CRA. Estudo biomecânico comparativo entre novo sistema de bloqueio (PAX) e sistema convencional de bloqueio (Synthes) em ensaios de arrancamento e teste de quatro pontos [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-13082015-171413/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021