Exportar registro bibliográfico

Cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez utilizando sais de alumínio e ferro como coagulante (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: MARQUES, RODRIGO DE OLIVEIRA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PHA
  • Subjects: TRATAMENTO DE ÁGUA; FLOCULAÇÃO; CINÉTICA; COAGULAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho teve como propósito investigar a cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez, utilizando o sulfato de alumínio (Al2(SO4)3•18H2O) e o cloreto férrico (FeCl3.6H2O) como coagulantes. Os resultados experimentais foram obtidos em ensaios de jar test. A água bruta utilizada nos ensaios foi preparada em laboratório, simulando um manancial superficial eutrofizado contendo células da cianobactéria Microcystis aeruginosa. Foram testadas 5 dosagens distintas de cada coagulante, 3 valores de G, 2 valores de TAS e 12 valores de tempos de floculação. Utilizou-se a turbidez como medida principal de avaliação dos resultados experimentais. O valor de turbidez inicial (N0) foi corrigido, levando-se em consideração o acréscimo de turbidez em função das dosagens de coagulante. Determinou-se que as dosagens mais efetivas, em termos de remoção de turbidez, foram 20 mg.L-1 para o sulfato de alumínio e 40 mg.L-1 para o cloreto férrico (ambas expressas como massa de coagulante). Para ambos os coagulantes, constatou-se que G = 20 s-1 e TAS = 27 m³.m-2.dia-1 resultaram nas melhores eficiências remoção de turbidez. Verificou-se também a variação do potencial zeta em função das dosagens de coagulante. Observou-se que o aumento da dosagem de coagulante leva à redução do potencial zeta, aproximando-o do ponto isoelétrico. Porém, o ponto isoelétrico não necessariamente coincide com a melhor eficiência em termos de remoção de turbidez. Com base nos resultados experimentais, foi proposta uma modificação ao modelo clássico da cinética de floculação de suspensões coloidais. Nesta, foi incluso um segundo termo referente à ruptura de flocos (quebra irreversível). O ajuste do modelo proposto foi obtido através de procedimentos de iteração numérica computacional com a função Solver do programa Microsoft Excel.Foram calculados os valores das constantes KA, KB e KC do modelo proposto. Amostras do lodo gerado nos ensaios de cinética de floculação foram caracterizadas visualmente através de microscopia eletrônica de varredura (MEV).
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARQUES, Rodrigo de Oliveira; FERREIRA FILHO, Sidney Seckler. Cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez utilizando sais de alumínio e ferro como coagulante. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-20072016-143140/pt-br.php >.
    • APA

      Marques, R. de O., & Ferreira Filho, S. S. (2015). Cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez utilizando sais de alumínio e ferro como coagulante. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-20072016-143140/pt-br.php
    • NLM

      Marques R de O, Ferreira Filho SS. Cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez utilizando sais de alumínio e ferro como coagulante [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-20072016-143140/pt-br.php
    • Vancouver

      Marques R de O, Ferreira Filho SS. Cinética de floculação de água bruta com baixa turbidez utilizando sais de alumínio e ferro como coagulante [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-20072016-143140/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021