Exportar registro bibliográfico

Avaliação do tratamento cirúrgico da obstrução da junção pielo-ureteral por meio de pieloplastia vídeo-laparoscópica robótica assistida (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: CHAMMAS JúNIOR, MáRIO FERNANDES - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS OPERATÓRIOS; UROLOGIA; EDUCAÇÃO DO PACIENTE; RIM (FISIOPATOLOGIA); URETER; DOENÇAS DOS GENITAIS MASCULINOS; ROBÓTICA
  • Keywords: Doenças ureterais; Education; Kidney; Rim; Robotics; Surgical procedures operative; Ureter; Ureteral diseases; Urology
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Avaliar os resultados iniciais e a curva de aprendizado dos primeiros 100 casos consecutivos do tratamento cirúrgico da obstrução da junção ureteropiélica por meio da pieloplastia robótica laparoscópica. Materiais e Métodos: Um total de 99 pacientes (41 homens e 58 mulheres), com idade média de 38 anos (18-81 anos), foi submetido a 100 pieloplastias robóticas laparoscópicas consecutivas (um procedimento bilateral), realizadas pelo mesmo cirurgião. A determinação da curva de aprendizado foi baseada na avaliação do tempo de anastomose, tempo cirúrgico, complicações precoces e tardias e resultados a longo prazo. Os casos foram divididos em grupos de 25 procedimentos consecutivos (grupos 1, 2, 3, 4) de acordo com a data, em ordem cronológica, em que foram submetidos ao procedimento. Os pacientes foram reavaliados pelos médicos do serviço de urologia 3, 12 meses e anualmente após o procedimento através de avaliação clínica, onde relatavam melhora ou não dos sintomas, e exames de imagem (urografia excretora e/ou cintilografia renal). Resultados: Não houve diferença significativa entre os grupos em relação à idade e índice de massa corpórea. O tempo médio para confecção da anastomose foi de 50,0, 36,8, 34,2 e 29,0 minutos para os grupos 1 a 4, respectivamente (p=0,137). O tempo cirúrgico médio foi 144,6, 119,2, 114,5 e 94,6 minutos, apresentando uma diferença estatisticamente significativa entre os grupos 1 vs. 2 (p=0,015), 1 vs. 3 (p=0,002), 1 vs. 4 (p < 0,001) e 2 vs. 4(p=0,022). A internação hospitalar média foi de 7,08, 4,76, 4,88 e 4,20 dias, apresentando uma diferença estatisticamente significativa entre os grupos 1 vs. 2 (p < 0,001), 1 vs. 3 (p < 0,001) e 1 vs. 4 (p < 0,001). Complicações significativas (Clavien-Dindo grau > 3) ocorreram apenas no grupo 2 (2 complicações grau IIIb). Um paciente no grupo 1 necessitou de conversão cirúrgica para a via aberta devido a dificuldades técnicas na dissecção piélica. O seguimento pós-operatório médio foi de 50,6 meses. Houve perda de seguimento em três pacientes do grupo 1, um do grupo 2, dois do grupo 3 e um do grupo 4. Uma melhora significativa (clínica e radiológica) foi demonstrada em 98,9% dos casos nesta série. Em um seguimento tardio (50 meses) um paciente do grupo 3 apresentou um quadro de obstrução recorrente da JUP. Conclusão: Os resultados demonstram que a PRL é uma alternativa efetiva para o tratamento da estenose da JUP com altas taxas de sucesso e baixo índice de complicações. Apesar da presença de uma alta taxa de sucesso já nos primeiros casos uma queda significativa no tempo de internação e tempo cirúrgico foi evidente após a realização de 25 procedimentos. Aparentemente um número de 25 casos parece ser suficiente para um aprendizado efetivo das bases deste procedimento cirúrgico e uma diminuição sustentada de seu tempo operatório
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.01.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHAMMAS JÚNIOR, Mário Fernandes; MITRE, Anuar Ibrahim. Avaliação do tratamento cirúrgico da obstrução da junção pielo-ureteral por meio de pieloplastia vídeo-laparoscópica robótica assistida. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-24032016-112034/ >.
    • APA

      Chammas Júnior, M. F., & Mitre, A. I. (2016). Avaliação do tratamento cirúrgico da obstrução da junção pielo-ureteral por meio de pieloplastia vídeo-laparoscópica robótica assistida. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-24032016-112034/
    • NLM

      Chammas Júnior MF, Mitre AI. Avaliação do tratamento cirúrgico da obstrução da junção pielo-ureteral por meio de pieloplastia vídeo-laparoscópica robótica assistida [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-24032016-112034/
    • Vancouver

      Chammas Júnior MF, Mitre AI. Avaliação do tratamento cirúrgico da obstrução da junção pielo-ureteral por meio de pieloplastia vídeo-laparoscópica robótica assistida [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-24032016-112034/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021