Exportar registro bibliográfico

A inibição da expansão celular causada pelo peptídeo AtRALF1 é dependente de etileno (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated author: NIITSU, AKEMI LUELI - ESALQ
  • School: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCB
  • Subjects: BIOQUÍMICA VEGETAL; CÉLULAS VEGETAIS; INIBIDORES DE CRESCIMENTO; PEPTÍDEOS; RAIZ
  • Keywords: Calose; Produção de etileno
  • Language: Português
  • Abstract: Peptídeos de sinalização ou hormonais desempenham papéis importantes nas plantas por serem determinantes no crescimento, desenvolvimento e defesa. RALF é um peptídeo ubíquo no reino vegetal e na planta modelo Arabidopsis thaliana os peptídeos RALF formam uma família multigênica de 37 membros alguns com expressão gênica tecido-específica e outros com expressão em toda a planta. A isoforma AtRALF1 é a mais estudada e é expressa principalmente na raiz e no hipocótilo. Uma das funções deste peptídeo é a regulação da expansão celular, um processo que também envolve auxina, giberelina, etileno, brassinosteróides e citocininas. O objetivo deste trabalho foi estudar a relação entre o AtRALF1 e o hormônio etileno, principalmente na expansão celular e alcalinização celular que são efeitos característicos do peptídeo. AtRALF1 inibe o crescimento da raiz primária porém plantas de arabidopsis tratadas simultaneamente com o peptídeo e inibidores da biossíntese ou percepção de etileno não tiveram o crescimento de suas raízes inibido. Etileno induz a deposição de calose e plantas selvagens expostas ao AtRALF1 e plantas que super-expressam AtRALF1 exibiram depósito de calose nas células da ponta da raiz. Curiosamente, quando a alcalinização do meio de células em suspensão induzida por AtRALF1 foi avaliada perante o aumento da produção de etileno ou perante o bloqueio de sua síntese ou percepção, não foi observada alteração na resposta. Os resultados aqui apresentados demonstram que aresposta de inibição da expansão celular ocasionada por AtRALF1 é dependente de etileno e sugere que os efeitos de alcalinização do meio extracelular e da inibição do crescimento da raiz primária estão dissociados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.01.2016
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NIITSU, Akemi Lueli; MOURA, Daniel Scherer de. A inibição da expansão celular causada pelo peptídeo AtRALF1 é dependente de etileno. 2016.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-09032016-094712/ >.
    • APA

      Niitsu, A. L., & Moura, D. S. de. (2016). A inibição da expansão celular causada pelo peptídeo AtRALF1 é dependente de etileno. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-09032016-094712/
    • NLM

      Niitsu AL, Moura DS de. A inibição da expansão celular causada pelo peptídeo AtRALF1 é dependente de etileno [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-09032016-094712/
    • Vancouver

      Niitsu AL, Moura DS de. A inibição da expansão celular causada pelo peptídeo AtRALF1 é dependente de etileno [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-09032016-094712/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022