Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Efeitos de 22 semanas de treinamento sobre as capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular e o desempenho em campo: aplicações no futebol (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: AQUINO, RODRIGO LEAL DE QUEIROZ THOMAZ DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • DOI: 10.13140/RG.2.1.1829.7686
  • Subjects: ENZIMAS; LACTATOS; TREINAMENTO ESPORTIVO; DESEMPENHO ESPORTIVO; FUTEBOL
  • Keywords: Capacidade técnica-tática; Capacidades motoras; Dano muscular; Periodização; Motor capacities; Muscle damage; Periodization; Soccer; Technical-tactical ability
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo da presente dissertação foi verificar os efeitos de 22 semanas de treinamento com ênfase na capacidade técnica-tática sobre o comportamento das capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular [creatina quinase (CK) e lactato desidrogenase (LDH)] e o desempenho em campo de jovens futebolistas (Capítulos 2 e 3). Além disso, objetivou-se comparar o primeiro com o segundo tempo de um jogo simulado de futebol no que se refere aos padrões de deslocamento e variáveis táticas e; identificar possíveis associações entre a CK e a LDH com os padrões de deslocamento em um jogo simulado (Capítulo 4). Participaram do estudo 20 voluntários (idade 15,1 ± 0,3 anos, estatura 171,5 ± 6,1 cm, massa corporal 60,4 ± 5,5 kg, % gordura 11,5 ± 2.8, pico de velocidade de crescimento 1,42 ± 0,5 anos, VO2máx 48,68 ± 4,67 ml.kg-1 .min-1 ). As capacidades motoras foram acompanhadas por meio dos testes motores: salto vertical e salto horizontal; T-40; Shuttle Run Test e o Running Anaerobic Sprint Test. Para determinação da atividade plasmática das enzimas CK e LDH foram realizadas coletas de sangue venoso (10ml). O desempenho em campo foi verificado por meio de análises cinemáticas bidimensionais dos padrões de deslocamento (distância total, velocidade média, número de sprints, % nas zonas de intensidade) e variáveis táticas (área de ocupação da equipe, espalhamento dos jogadores) em um jogo simulado filmado por duas câmeras captando toda a área do jogo. O desempenho nas partidas da competição alvo foi analisado por meio do aproveitamento de pontos. Todas as avaliações supracitadas foram realizadas em quatro momentos distintos: pré etapa preparatória (T0); pós etapa preparatória (T1); pós etapa competitiva I (T2); pós etapa competitiva II (T3). Para todos os resultados obtidos por meio dos testes motores foram encontradas diferenças significantes (p ≤ 0,05) quando comparadoos momentos T0 (pré-treinamento) com T3 (pós-treinamento), no sentido de ganho/melhora (Capítulo 2). No desempenho das partidas foi verificado um aproveitamento de 83,33% nos pontos disputados (Capítulo 2). Em relação ao comportamento dos padrões de deslocamento e variáveis táticas ao longo da periodização, foi verificado aumento significante (p ≤ 0,05) da intensidade do jogo e do desempenho tático quando comparado o momento T0 com T3. Fato evidenciado devido o aumento das variáveis: porcentagem da distância total percorrida em sprinting, em alta intensidade (AAI), na velocidade máxima, área de ocupação e espalhamento (Capítulo 3). No que refere-se à atividade plasmática da CK e da LDH, observou-se uma redução significante (p ≤ 0,05) (Capítulo 3). Em relação ao Capítulo 4, observa-se nos resultados um aumento significante (p ≤ 0,05) da distância total, da velocidade média, do número de sprints, AAI e das variáveis táticas no segundo tempo do jogo simulado. Em adição, verificou-se diminuição significante da porcentagem da distância total percorrida em baixa intensidade no segundo tempo. Além disso, verificou-se grande associação entre a porcentagem do delta de alteração da CK e da LDH com os padrões de deslocamento no jogo simulado. Conclui-se no Capítulo 2 um aprimoramento significativo nos índices das capacidades motoras dos futebolistas estudados, além de um expressivo aproveitamento de pontos na competição alvo. No Capítulo 3 sintetiza-se que houve aumento do desempenho em alta intensidade no jogo, no rendimento tático e redução da atividade dos marcadores bioquímicos relacionados ao dano muscular. Em relação ao Capítulo 4 conclui-se que indicadores indiretos de dano muscular possuem grande associação com padrões de deslocamento em jogo realizado em condições de treino por jovens futebolistas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.10.2015
  • Acesso à fonteAcesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.13140/RG.2.1.1829.7686 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo NÃO é de acesso aberto

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AQUINO, Rodrigo Leal de Queiroz Thomaz de; PUGGINA, Enrico Fuini. Efeitos de 22 semanas de treinamento sobre as capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular e o desempenho em campo: aplicações no futebol. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17152/tde-05012016-110713/ > DOI: 10.13140/RG.2.1.1829.7686.
    • APA

      Aquino, R. L. de Q. T. de, & Puggina, E. F. (2015). Efeitos de 22 semanas de treinamento sobre as capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular e o desempenho em campo: aplicações no futebol. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17152/tde-05012016-110713/
    • NLM

      Aquino RL de QT de, Puggina EF. Efeitos de 22 semanas de treinamento sobre as capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular e o desempenho em campo: aplicações no futebol [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17152/tde-05012016-110713/
    • Vancouver

      Aquino RL de QT de, Puggina EF. Efeitos de 22 semanas de treinamento sobre as capacidades motoras, indicadores indiretos de dano muscular e o desempenho em campo: aplicações no futebol [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17152/tde-05012016-110713/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021