Exportar registro bibliográfico

Coronavírus em aves silvestres e domésticas provinientes de diferentes regiões do Brasil (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: BARBOSA, CARLA MENEGUIN - BIOTECNOLOGIA
  • Unidade: BIOTECNOLOGIA
  • Subjects: AVES SILVESTRES; AVES DOMÉSTICAS; CORONAVÍRUS; ESTUDOS RETROSPECTIVOS; FILOGENIA; REGIÕES DO BRASIL
  • Keywords: Aves domésticas; Aves migratórias; Aves silvestres; Biologia molecular; Brasil; Brazil; Coronavirus; Coronavírus; Domestic birds; Migratory birds; Molecular biology; Wild birds
  • Language: Português
  • Abstract: Apesar de ainda não terem sido relatados Coronavírus aviários com potencial zoonótico, espécies de aves silvestres e domésticas podem portar CoVs de grande importância econômica como o vírus da Bronquite Infecciosa (IBV). Além disso, nos últimos anos, diversos novos CoVs geneticamente distintos do IBV vêm sendo identificados em diferentes famílias de aves e mamíferos silvestres e domésticos. O Brasil contem 18% do total da diversidade de espécies de aves no mundo, no entanto, estudos sobre a presença de Coronavírus em aves silvestres ainda são bastante escassos. O presente estudo tem por objetivo realizar análise retrospectiva da presença de Coronavírus em amostras de aves silvestres e domésticas de diferentes regiões brasileiras coletadas entre os anos de 2004 e 2013 através de RT-PCR; realizar a caracterização molecular e a análise filogenética afim de correlacionar sua epidemiologia às rotas de migrações de aves, à proximidade das regiões urbanas e de granjas avícolas, verificando a possibilidade de transmissão. Do total de 746 amostras testadas, 25 apresentaram resultados positivos para os Coronavírus com primers para o gene da RpRd e foram sequenciadas. Obtivemos sucesso no sequenciamento de 7 dessas amostras, sendo 4 positivas para Gammacoronavírus e 3 positivas para Deltacoronavírus. Na tentativa de sequenciamento do gene da proteína S uma galinha (Gallus gallus), da Ilha de Marajó-PA, mostrou sequência que foi identificada como uma cepa de IBV. Este trabalho éinédito no Brasil, pois demonstra a presença de Gamma e Deltacoronavírus aviários circulando em diversas regiões, próximo a áreas urbanas e indústrias avícolas, mostrando evidências de que aves silvestres podem carrear estes Coronavírus entre diferentes sítios migratórios no Brasil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBOSA, Carla Meneguin; DURIGON, Edison Luiz. Coronavírus em aves silvestres e domésticas provinientes de diferentes regiões do Brasil. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-10032016-112402/ >.
    • APA

      Barbosa, C. M., & Durigon, E. L. (2015). Coronavírus em aves silvestres e domésticas provinientes de diferentes regiões do Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-10032016-112402/
    • NLM

      Barbosa CM, Durigon EL. Coronavírus em aves silvestres e domésticas provinientes de diferentes regiões do Brasil [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-10032016-112402/
    • Vancouver

      Barbosa CM, Durigon EL. Coronavírus em aves silvestres e domésticas provinientes de diferentes regiões do Brasil [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-10032016-112402/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021