Exportar registro bibliográfico

Níveis de volumoso em dietas de grão de milho inteiro para bovinos de corte confinados (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: CONTADINI, MARCELA DE ALMEIDA - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: CARCAÇA (CARACTERÍSTICAS); DIETA ANIMAL; FORRAGEM; GADO NELORE
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho foi desenvolvido para avaliar o efeito da inclusão de níveis de volumoso (0, 5 e 12% da MS) em dietas de milho grão inteiro duro, para bovinos Nelore confinados. Cento e oito bovinos foram distribuídos em 18 baias (6 animais por baia) de acordo com o peso inicial (bloco) em um delineamento em blocos casualizados com três tratamentos e seis repetições (piquete). Os tratamentos utilizados foram: MGI - dieta milho grão inteiro mais o concentrado mineral proteico (CGI) - dieta controle; MGI5 - dieta controle com 5% de inclusão de volumoso (feno picado); MGI12 - dieta controle com 12% de inclusão de volumoso. Nas dietas contendo volumoso, a inclusão foi feita pela substituição pelo grão do milho. Foram avaliados o ganho médio diário (GMD), ingestão de matéria seca (IMS), eficiência alimentar (EA), consumo de nutrientes, características de carcaça avaliadas por ultrassom, além do peso (PCQ) e rendimento (RCQ) de carcaça quente e viabilidade econômica. Os animais do tratamento MGI tiveram menor peso final (505 kg; P<0,05) em comparação aos tratamentos MGI5 e MGI12 (552 e 546 kg, respectivamente), que não diferiram entre si. A IMS foi maior no tratamento MGI12 (9,4 kg MS/dia) em comparação ao tratamento MGI5 (8,5 kg MS/dia; P<0,05) e ao tratamento MGI (6,5 kg MS/dia; P<0,05). A IMS do tratamento MGI5 também foi maior que o tratamento MGI (P<0,05). Não houve diferença no GMD entre os tratamentos MGI5 e MGI12 (1.406 e 1.327 g/dia, respectivamente), porémambos foram maiores que o MGI (760 g/dia: P<0,05). A EA foi maior no tratamento MGI5 (167 g GMD / kg IMS) em comparação aos tratamentos MGI e MGI12 (116 e 141 g GMD / kg IMS, respectivamente; P<0,05). As características de carcaça avaliadas por ultrassom não foram influenciadas pelos tratamentos. Por outro lado, apesar do maior PCQ observado nos tratamentos MGI5 e MGI12 (301 e 296 kg; respectivamente) em comparação ao MGI (279 kg: P<0,05), o RCQ foi maior nos animais do tratamento MGI (55,3%; P<0,05) em comparação ao MGI5 e MGI12 (54,5 e 54,2, respectivamente). Com relação a viabilidade econômica, o tratamento MGI5 apresentou maior retorno econômico em relação aos demais. A inclusão de feno na dieta de grão de milho inteiro aumenta o desempenho de bovinos Nelore confiados e a viabilidade econômica da atividade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CONTADINI, Marcela de Almeida; SILVA, Saulo da Luz e. Níveis de volumoso em dietas de grão de milho inteiro para bovinos de corte confinados. 2015.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-03022016-105510/ >.
    • APA

      Contadini, M. de A., & Silva, S. da L. e. (2015). Níveis de volumoso em dietas de grão de milho inteiro para bovinos de corte confinados. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-03022016-105510/
    • NLM

      Contadini M de A, Silva S da L e. Níveis de volumoso em dietas de grão de milho inteiro para bovinos de corte confinados [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-03022016-105510/
    • Vancouver

      Contadini M de A, Silva S da L e. Níveis de volumoso em dietas de grão de milho inteiro para bovinos de corte confinados [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-03022016-105510/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021