Exportar registro bibliográfico

Inibidor de histona deacetilase (HDACi) como possível radiosensibilizante em linhagens celulares de glioblastoma pediátrico (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: ANDRADE, PAMELA VIANI DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: NEOPLASIAS DO SISTEMA NERVOSO; INIBIDORES DE ENZIMAS; RADIAÇÃO IONIZANTE; DANO AO DNA; PEDIATRIA
  • Keywords: Double-strand breaks; Epigenética; Epigenetics; Glioblastoma; HDAC inhibitors; Inibidores de HDAC; Quebras de dupla-fita; Radiação; Radiation
  • Language: Português
  • Abstract: O glioblastoma (GBM) é considerado um dos tumores mais agressivos do sistema nervoso central (SNC). Mesmo com o uso de protocolos modernos de tratamento o prognóstico se mantém bastante reservado, sendo que crianças com GBM apresentam uma sobrevida média de 12 a 15 meses. Mecanismos epigenéticos podem interferir no processo de carcinogênese, sendo que a acetilação do DNA pode modular a expressão de genes que atuam no controle do ciclo celular, contribuindo assim para o desenvolvimento e progressão de neoplasias. Estudos clínicos demonstram que inibidores de histonas deacetilases (HDACs), em monoterapia ou combinados a outros agentes antineoplásicos, são clinicamente ativos e bem tolerados no tratamento de uma ampla variedade de tumores. Estes inibidores podem sensibilizar a resposta celular à irradiação ionizante, possibilitando uma redução nas doses-padrão utilizadas, minimizando os efeitos colaterais a curto e longo prazo. A radiação ionizante induz dano no DNA e é geralmente aceito que quebras da dupla-fita (DSBs) é o tipo de lesão mais severa relacionada à sobrevivência celular e preservação da integridade genômica. No presente estudo, avaliamos o potencial efeito radiosensibilizante do PCI-24781, um novo e potente pan-inibidor de HDAC nas linhagens celulares de GBM pediátrico SF188 e KNS42. Foram comparadas as taxas de proliferação celular, clonogenicidade e apoptose das linhagens SF188 e KNS42 com ou sem tratamento com PCI-24781. Também foram comparadas as taxas de clonogenicidade das linhagens SF188 e KNS42 que foram irradiadas com ou sem tratamento prévio com PCI-24781. Adicionalmente, foram avaliados os efeitos do PCI-24781 na expressão de algumas das principais proteínas responsáveis pelo reparo de quebras da dupla-fita ocasionadas pela irradiação. Para os ensaios de proliferação celular foram utilizados os tempo de 24, 48, 72 e 96h, para apoptose, 48h e para capacidadeclonogênica sem irradiação o tempo de 48h, em diferentes doses de PCI-24781 (0,25 - 16 M). O inibidor bloqueou significativamente a proliferação celular (p<0,05), induziu morte por apoptose (p<0,05) e reduziu a capacidade na formação de colônias (p<0,001) em ambas as linhagens. No ensaio para avaliação da radiosensibilidade, foram utilizadas as doses do IC30 11 de cada linhagem do ensaio clonogênico seguida de diferentes doses de irradiação. Ambas as linhagens apresentaram uma significativa (p<0,001) diminuição na formação de colônias em todas as doses de irradiação. A linhagem mais resistente à droga, SF188 foi escolhida para estudo do reparo de quebras da dupla-fita ocasionadas pela irradiação. As expressões da proteína Rad51, importante na via de reparo por recombinação homóloga (HR), e das proteínas DNA-PKcs, Ku70 e Ku86, importantes na via de reparo por união terminal não-homóloga (NHEJ) apresentaram uma maior diminuição quando a linhagem irradiada foi previamente tratada com PCI-24781 em comparação à radioterapia exclusiva. Estes achados demonstram que o inibidor de histona PCI-24781 apresenta um importante papel como agente radiosensibilizante, comprometendo o reparo das quebras de dupla-fita em células de GBM pediátrico tratadas com radioterapia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.06.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDRADE, Pamela Viani de; VALERA, Elvis Terci. Inibidor de histona deacetilase (HDACi) como possível radiosensibilizante em linhagens celulares de glioblastoma pediátrico. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-07012016-094449/ >.
    • APA

      Andrade, P. V. de, & Valera, E. T. (2015). Inibidor de histona deacetilase (HDACi) como possível radiosensibilizante em linhagens celulares de glioblastoma pediátrico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-07012016-094449/
    • NLM

      Andrade PV de, Valera ET. Inibidor de histona deacetilase (HDACi) como possível radiosensibilizante em linhagens celulares de glioblastoma pediátrico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-07012016-094449/
    • Vancouver

      Andrade PV de, Valera ET. Inibidor de histona deacetilase (HDACi) como possível radiosensibilizante em linhagens celulares de glioblastoma pediátrico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-07012016-094449/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021