Exportar registro bibliográfico

Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: OSAWA, EDUARDO ATSUSHI - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: CIRURGIA TORÁCICA; PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS CARDÍACOS; RESSUSCITAÇÃO; HEMODINÂMICA; ESTUDOS PROSPECTIVOS; TERAPIA CENTRADA NO CLIENTE; COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS
  • Keywords: Complicações pós-operatórias; Goal directed therapy; Hemodinâmica; Hemodynamics; Postoperative complications; Prospective studies; Resuscitation; Terapia guiada por metas; Thoracic surgery
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos da terapia guiada por metas (TGM) sobre desfechos em pacientes de alto risco submetidos à cirurgia cardíaca. Métodos: Estudo prospectivo randomizado que avaliou 126 pacientes submetidos às cirurgias de revascularização do miocárdio ou valvar internados na Unidade de Terapia Intensiva Cirúrgica (UTI) do Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Os pacientes foram randomizados para um algoritmo de terapia guiada por metas (grupo TGM, n=62) ou grupo controle (n=64). No grupo TGM, um índice cardíaco superior a 3 L/min/m2 foi utilizado como alvo através de fluidos, inotrópicos e transfusão de concentrado de hemácias, com início após desmame da circulação extracorpórea e com término após 8 horas de admissão na UTI. Resultados: O desfecho primário foi um composto de mortalidade e complicações maiores em 30 dias. Os pacientes do grupo TGM receberam maior volume (mediana e intervalo interquartílico) de fluidos em relação ao grupo controle [1000 (625 - 1500) vs. 500 (500 - 1000) mL (P < 0,001)], e não houve diferença na administração de inotrópicos ou hemotransfusão. A incidência do desfecho primário foi menor no grupo TGM (27,4 vs. 45,3%, p=0,037). O grupo TGM apresentou menor incidência de infecção (12,9 vs. 29,7%, P=0,002) síndrome do baixo débito cardíaco (6,5 vs. 26,6%, P=0.002). Foram também observados menor dose acumulada de dobutamina (12 vs. 19 mg/Kg, P=0,003), menor tempo de internação na UTI (3 [3-4] vs. 5 [4-7] dias;P < 0,001) e no hospital (9 [8-16] vs. 12 [9-22] dias, P=0,049) no grupo TGM comparado ao grupo controle. Não houve diferença nas taxas de mortalidade em 30 dias. (4,8% vs. 9,4%, respectivamente; P = 0,492). Conclusão: A estratégia de terapia guiada por metas através de fluidos, inotrópicos e transfusão sanguínea reduziu a incidência de complicações maiores em 30 dias em pacientes de alto risco submetidos a cirurgia cardíaca
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.11.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OSAWA, Eduardo Atsushi; HAJJAR, Ludhmila Abrahão. Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5152/tde-22012016-103526/ >.
    • APA

      Osawa, E. A., & Hajjar, L. A. (2015). Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5152/tde-22012016-103526/
    • NLM

      Osawa EA, Hajjar LA. Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5152/tde-22012016-103526/
    • Vancouver

      Osawa EA, Hajjar LA. Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5152/tde-22012016-103526/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020