Exportar registro bibliográfico

Avaliação longitudinal dos parâmetros dopplervelocimétricos materno-fetais e das concentrações das metaloproteinases 2 e 9 no soro materno ao longo da gestação (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: JORGE NETO, SALIM DEMETRIO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: GRAVIDEZ; METALOPROTEINASES; ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER; DESENVOLVIMENTO FETAL
  • Language: Português
  • Abstract: As metaloproteinases da matriz extracelular (MMPs) são enzimas essenciais na estruturação e reestruturação da matriz extracelular (ECM) e, consequentemente, na formação de vasos e tecidos. Essas enzimas degradam vários componentes da ECM, tanto em processos fisiológicos quanto em processos patológicos. As MMPs 2 e 9 são fundamentais para os processos de formação e remodelamento dos tecidos feto-placentários e participam da regulação do tônus vascular. O processo de invasão trofoblástica pode ser avaliado pela participação das MMPs e da resistência vascular útero placentária através do Doppler. Foram dosadas as concentrações de MMPs 2 e 9 no soro materno nos três trimestres gestacionais e realizado estudo Doppler de vasos maternos e fetais no mesmo período. Trata-se de um estudo prospectivo longitudinal no qual 33 gestantes foram avaliadas nos três trimestres gestacionais. Durante esses períodos, foram coletadas amostras de sangue materno e realizado estudo dopplervelocimétrico das artérias uterinas, cerebral média e umbilical. Na avaliação das concentrações de MMPs 2 e 9, verificamos que não houve diferenças significativas entre os três trimestres gestacionais (0,14 < p <0,9). Com relação ao estudo Doppler, demonstramos uma redução significativa do índice de resistência da artéria umbilical do segundo para o terceiro trimestre (p< 0,01), manutenção dos índices de resistência da artéria cerebral média do segundo para o terceiro trimestre (p= 0,62) e queda significativa do índice de pulsatilidade das artérias uterinas ao longo dos três trimestres gestacionais (p< 0,01). Houve queda no índice de resistência vascular das artérias uterinas indicando adequada invasão trofoblástica, que porém, não foi acompanhada de alterações nas concentrações de MMPs 2 e 9 ao longo da gestação. Não foi encontrada nenhuma correlação significativa entre asconcentrações de MMPs 2 e 9 e os parâmetros dopplervelocimétricos estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JORGE NETO, Salim Demetrio; CAVALLI, Ricardo de Carvalho. Avaliação longitudinal dos parâmetros dopplervelocimétricos materno-fetais e das concentrações das metaloproteinases 2 e 9 no soro materno ao longo da gestação. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Jorge Neto, S. D., & Cavalli, R. de C. (2015). Avaliação longitudinal dos parâmetros dopplervelocimétricos materno-fetais e das concentrações das metaloproteinases 2 e 9 no soro materno ao longo da gestação. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Jorge Neto SD, Cavalli R de C. Avaliação longitudinal dos parâmetros dopplervelocimétricos materno-fetais e das concentrações das metaloproteinases 2 e 9 no soro materno ao longo da gestação. 2015 ;
    • Vancouver

      Jorge Neto SD, Cavalli R de C. Avaliação longitudinal dos parâmetros dopplervelocimétricos materno-fetais e das concentrações das metaloproteinases 2 e 9 no soro materno ao longo da gestação. 2015 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021