Exportar registro bibliográfico

Seguimento clínico de pacientes identificados como portadores do vírus da hepatite C através da doação de sangue (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: MACHADO, SORAIA MAFRA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MIP
  • Subjects: HEPATITE C; DOADORES DE SANGUE; SEGUIMENTOS; ACONSELHAMENTO; SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Keywords: Blood donors; Counseling; Follow-up studies; Health services
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Atualmente a hepatite C é um importante problema de saúde pública em todo o mundo. Uma característica dessa infecção é o fato de que menos da metade dos indivíduos infectados conhece seu status de portador, consequência de fatores associados às dificuldades de diagnóstico e de acesso à assistência médica e ao tratamento. Por sua vez, a triagem sorológica realizada no momento da doação de sangue possibilita a oportunidade de identificar indivíduos assintomáticos e incluí-los num seguimento. A Fundação Pró-Sangue, do Hemocentro de São Paulo, realiza triagem para hepatite C desde 1992. Nos últimos 20 anos, cerca de três mil doadores foram diagnosticados pela triagem, porém pouco se sabe sobre o acompanhamento médico recebido por estes indivíduos e seus desfechos clínicos. OBJETIVOS: Os objetivos do presente estudo foram: descrever as características do seguimento clínico de pacientes identificados como infectados pelo vírus da hepatite C através da doação de sangue em um serviço de referência; descrever as características sociodemográficas, clínicas e laboratoriais destes doadores; estimar a proporção de doadores de sangue que não receberam acompanhamento clínico adequado após o diagnóstico; identificar os fatores associados ao não acompanhamento clínico adequado dessa população. MÉTODOS: Desenvolveu-se um estudo descritivo de pacientes infectados pela hepatite C identificados através de doação de sangue da Fundação Pró-Sangue. O diagnóstico da infecção pelo VHC foi realizado através de identificação de anticorpo anti-VHC por técnica imuno-enzimática (ELISA) e confirmação através de teste de imunoblot (RIBA),em segunda amostra coletada, no período compreendido entre 1994 a 2012. Os pacientes foram convidados a participar do estudo através do envio de cartas e de telefonemas. As variáveis analisadas durante as entrevistas, por meio de questionário padronizado, foram: demográficas, uso prévio de drogas, transfusão de sangue, consumo de álcool, hábitos sexuais, comorbidades e variáveis relativas ao conhecimento do status sorológico da hepatite C, ao seguimento clínico e à terapia medicamentosa. Análise multivariada foi realizada para identificar fatores associados à falta de encaminhamento para consulta ou perda de seguimento clínico. RESULTADOS: Entre os 2952 doadores de sangue convidados, 781 (26%) concordaram em participar: 57% do sexo masculino, idade média de 47 anos. A principal via de aquisição da hepatite C foi transfusão de sangue anterior (32%). Um total 282 pacientes (36% da coorte estudada [IC 95% 32,7 - 39,6]) não receberam adequado seguimento clínico após o diagnóstico na doação. As principais causas do não seguimento clínico foram a falta de compreensão da necessidade desse acompanhamento (para 71%) ou dificuldades de acesso a serviços de saúde. Após análise multivariada, estiveram associados ao não seguimento adequado: sexo masculino (p < 0,001), cor de pele não branca (p < 0,001), idade abaixo de 50 anos (p < 0,001) e menor escolaridade (p=0.024).CONCLUSÕES: Uma proporção significativa de pacientes com hepatite C, identificados após doação, não recebeu acompanhamento clínico adequado após o diagnóstico e não foi encaminhada para tratamento específico. Os motivos mais frequentes foram: a falta de compreensão, pelos pacientes, da necessidade de cuidados clínicos e falta de acesso aos serviços de saúde. Acreditamos que nossos resultados reforçam a necessidade e a importância de aconselhamento médico adequado no momento do diagnóstico. Reforçam também a necessidade de implementação de estratégias educacionais e de políticas públicas que ampliem o acesso dos pacientes a serviços e tratamentos disponíveis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.10.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Soraia Mafra; CORRÊA, Maria Cassia Jacintho Mendes. Seguimento clínico de pacientes identificados como portadores do vírus da hepatite C através da doação de sangue. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-05012016-155346/ >.
    • APA

      Machado, S. M., & Corrêa, M. C. J. M. (2015). Seguimento clínico de pacientes identificados como portadores do vírus da hepatite C através da doação de sangue. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-05012016-155346/
    • NLM

      Machado SM, Corrêa MCJM. Seguimento clínico de pacientes identificados como portadores do vírus da hepatite C através da doação de sangue [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-05012016-155346/
    • Vancouver

      Machado SM, Corrêa MCJM. Seguimento clínico de pacientes identificados como portadores do vírus da hepatite C através da doação de sangue [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-05012016-155346/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021