Exportar registro bibliográfico

Avaliação da qualidade de vida em pacientes com tumores avançados de cavidade oral submetidos a cirurgias de grande porte (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: SOARES, JOSé ROBERTO NETTO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: QUALIDADE DE VIDA; NEOPLASIAS BUCAIS; NEOPLASIAS DE CABEÇA E PESCOÇO; MANDÍBULA (CIRURGIA); TRANSPLANTE ÓSSEO; PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS RECONSTRUTIVOS; OSTEOTOMIA; CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS
  • Keywords: Bone transplantation; Carcinoma squamous cell; Mandibular osteotomy; Mandibular reconstruction; Mouth neoplasms; Osteotomia mandibular; Quality of life; Reconstrução mandibular
  • Language: Português
  • Abstract: Desde os primórdios da Medicina, a grande preocupação do profissional era ser humanista, com conhecimento cultural, sociológico, familiar, psicológico e espiritual do seu paciente. Durante a primeira metade do século XX, houve uma verdadeira explosão de novas técnicas operatórias e de evoluções no campo tecnológico, principalmente durante e logo após as duas grandes guerras mundiais. Novas especialidades, dentre essas a Cancerologia e suas subdivisões, iniciaram técnicas próprias de tratamento cirúrgico. Desde então, os tratamentos impulsionaram a realização de novos métodos de reconstrução dos defeitos produzidos pelas cirurgias, cada vez mais invasivas e mutiladoras. Portanto, além do diagnóstico e tratamento das enfermidades, começou a existir a preocupação com o resultado destes, como o tipo de contribuição e resultados funcionais para o paciente. Nas últimas décadas, houve a necessidade de avaliar a Qualidade de Vida (QV) destes pacientes frente aos tratamentos realizados. As neoplasias malignas de cabeça e pescoço, pela própria localização anatômica, podem acarretar alterações significativas em funções vitais relacionadas à alimentação, comunicação e interação social dos indivíduos afetados. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida dos pacientes com neoplasias malignas avançadas de cavidade oral submetidos a operações radicais com intenção curativa, comparando um grupo de pacientes submetidos à reconstrução funcional de mandíbula com um grupo de pacientes nos quais esta reconstrução não foi efetuada. Material e métodos:47 pacientes matriculados na Seção de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital do Câncer (HCI-INCa), portadores de carcinoma espinocelular (CEC) de cavidade oral, em estádios III e IV, foram submetidos ao tratamento cirúrgico com mandibulectomia segmentar e radioterapia complementar. Todos foram submetidos ao teste de Qualidade de Vida após o tempo mínimo de seis meses do tratamento cirúrgico. A maioria tinha como sitio anatômico da lesão primária mucosa jugal (49%), seguido do rebordo gengival (33%). As avaliações dos dados colhidos foram analisadas utilizando valores médios, medianas, desvios padrões, frequências simples e percentuais. A avaliação foi feita comparando os tipos de reconstrução: pacientes submetidos a mandibulectomia sem reconstrução funcional da mandíbula (Grupo 1) e com reconstrução funcional da mandíbula (Grupo2). O teste aplicado foi o da Universidade de Washington (UW-QOL). Resultados: Inicialmente, foram selecionados 183 pacientes, contudo em apenas 47 (25,7%) pacientes foi possível a realização da entrevista, sendo estes a amostra para o estudo. A maioria dos pacientes do grupo selecionado era do sexo masculino, total de 39 homens (82,9%). A idade média foi de 64,4 anos (25-94 anos). A maioria dos pacientes apresentava estadiamento clínico IV (83%), foram submetidos à radioterapia adjuvante (95,4%). Treze (27,65%) pacientes receberam reconstrução funcional da mandíbula (grupo 2). A média do escore obtido após a avaliação dos questionários foi de 64,6(50 a 86,83), a média do escore do Grupo 1 foi de 65 e do Grupo 2 foi de 63,1. Os piores escores foram encontrados nos quesitos deglutição ( Grupo 1 escore de 54,13 e Grupo 2 escore de 53,92) e mastigação (Grupo 1 escore de 25 e Grupo 2 escore de 23,08). Não houve diferenças estatisticamente significativas em nenhum quesito quando comparamos os dois grupos. Pacientes com estadiamento clínico III apresentaram a variável idade na data da entrevista mostrou significância clínica e estatística no domínio dor (p=0,049), evidenciando que pacientes com mais de 60 anos relatavam melhor escore do que os com idade inferior a 60 anos na data da entrevista. A situação conjugal foi estatisticamente associada à qualidade de vida no domínio saliva (p=0,045) e clinicamente, nos domínios aparência e ombro. Pacientes com estadiamento clínico III apresentaram clinicamente melhores escores do que os com estádio IV, evidenciando significância estatística no domínio recreação (p = 0,034). Os pacientes com mais de dois anos de tempo transcorrido entre a cirurgia e a entrevista apresentaram melhores escores de qualidade de vida dos que os com menos de dois anos, com significância estatística para os domínios dor (p=0,032), recreação (p=0,034), fala (p=0,046), paladar (p=0,009), ansiedade (p=0,011) e escore composto. Pacientes com menos de 2 anos de tratamento apresentaram pior escore composto, único quesito com significância estatística entre os grupos (p=0,023). Conclusão: Não houve diferenças estatisticamente significativas nos domíniosde Qualidade de Vida entre os dois grupos estudados (com reconstrução óssea versus sem reconstrução óssea), pacientes entrevistados 2 anos ou mais após o tratamento apresentaram escores superiores (p=0,023), único dado com diferença estatisticamente significativa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOARES, José Roberto Netto; CERNEA, Claudio Roberto. Avaliação da qualidade de vida em pacientes com tumores avançados de cavidade oral submetidos a cirurgias de grande porte. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-14122015-124252/ >.
    • APA

      Soares, J. R. N., & Cernea, C. R. (2015). Avaliação da qualidade de vida em pacientes com tumores avançados de cavidade oral submetidos a cirurgias de grande porte. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-14122015-124252/
    • NLM

      Soares JRN, Cernea CR. Avaliação da qualidade de vida em pacientes com tumores avançados de cavidade oral submetidos a cirurgias de grande porte [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-14122015-124252/
    • Vancouver

      Soares JRN, Cernea CR. Avaliação da qualidade de vida em pacientes com tumores avançados de cavidade oral submetidos a cirurgias de grande porte [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-14122015-124252/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021