Exportar registro bibliográfico

Sistemas de atividades na divulgação científica universitária (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: VASCONCELLOS, IARA GROTZ MOREIRA DE - ENSINO CIÊNCIAS
  • Unidade: ENSINO CIÊNCIAS
  • Subjects: BIOLOGIA (ESTUDO E ENSINO); DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA; EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA
  • Keywords: SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA; TEORIA DA ATIVIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é um evento anual que busca mobilizar a população brasileira em torno de temas da Ciência e Tecnologia. Desde a primeira edição, em 2004, a Universidade de São Paulo promove um processo de Divulgação Científica por meio de ações de extensão. Apesar de, atualmente, o modelo de "feira de ciências" ser a principal estratégia usada pela universidade na maioria das edições do evento, pouco se conhece além do número de visitantes, escolas e ações oferecidas pelos museus e institutos que participam da feira. O presente trabalho busca investigar como ocorrem os processos de elaboração e execução do evento e como o público interage com os expositores. A pesquisa de natureza qualitativa conta com o suporte teórico da Teoria da Atividade, referencial que permite leitura complexa do fenômeno estudado, por sua abordagem histórico-cultural. O foco de análise é a sistematização das Atividades dos sujeitos para localização de contradições e tensões, elementos fundamentais para o surgimento de Ciclos Expansivos de Aprendizagem. Para isso, foram feitas entrevistas semiestruturadas com expositores, organizadores e um representante do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI). A interação do público com os estandes foi registrada em áudio e vídeo. A análise dos dados permitiu a construção do modelo da Atividade dominante do evento, ou seja, de uma Atividade comum a todos os sujeitos envolvidos na feira, caracterizada como Atividade de Negociação entre Ciência e Sociedade. Também foram caracterizadas as Atividades dos expositores, organizadores e visitantes. Na Atividade de Extensão Universitária, realizada pelos expositores, foi possível identificar que os diferentes sujeitos encontramse em níveis de reflexão diferentes a respeito do trabalho que desenvolvem. (continua)(continuação) A Atividade de Produção do Evento, executada pelos organizadores, apresentou três ciclos de aprendizagem expansiva, mostrando um amadurecimento da organização. Foi possível, ainda, identificar uma interrupção dessa aprendizagem expansiva. Ao analisar a Atividade de Visitação, foi possível perceber a importância do interesse prévio do estudante para a decisão de visitar um estande. Foram caracterizados os tipos de interação encontradas nos estandes, bem como os objetos usados pelos expositores para a construção do discurso. Estes dois elementos permitiram apontar as diferenças na duração das visitas, sendo a combinação destes determinantes para a atração do estande e a retenção do mesmo em um estande. A identificação das Atividades permitiu a construção hierárquica do Sistema de Atividades, no qual observou-se como elementos das Atividades em níveis inferiores eram influenciados pelos objetos transformados das Atividades dos níveis superiores. Sob a ótica dos níveis hierárquicos de contradição proposto por Engeström (1987), foi possível perceber a predominância de contradições terciárias, aquelas que ocorrem entre as Atividades de um sistema, e de contradições primárias, aquelas que ocorrem em um elemento da Atividade. Como contribuição para as discussões na Teoria da Atividade, propõe-se quatro categorias de contradições que emergiram da análise do evento: contradições na esfera das concepções de valores; contradições na esfera da comunicação; contradições de caráter organizacional; e contradições de caráter político.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.10.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VASCONCELLOS, Iara Grotz Moreira de; BIZERRA, Alessandra Fernandes. Sistemas de atividades na divulgação científica universitária. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81133/tde-25112015-153018/es.php >.
    • APA

      Vasconcellos, I. G. M. de, & Bizerra, A. F. (2015). Sistemas de atividades na divulgação científica universitária. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81133/tde-25112015-153018/es.php
    • NLM

      Vasconcellos IGM de, Bizerra AF. Sistemas de atividades na divulgação científica universitária [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81133/tde-25112015-153018/es.php
    • Vancouver

      Vasconcellos IGM de, Bizerra AF. Sistemas de atividades na divulgação científica universitária [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81133/tde-25112015-153018/es.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021