Exportar registro bibliográfico

Avaliação longitudinal do estado periodontal de indivíduos com fissura de lábio, rebordo alveolar e palato (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: MOREIRA, BRUNO NICOLIELLO - HRACF
  • Unidade: HRACF
  • Subjects: PERIODONTITE; PERIODONTIA; FISSURA LÁBIOPALATINA
  • Language: Português
  • Abstract: Dentre as malformações da face, as fissuras de lábio e palato, isoladas ou conjuntas, são o terceiro tipo de defeito congênito mais frequente no mundo. Para proporcionar um atendimento multidisciplinar aos pacientes com o intuito de reabilitá-los nos aspectos estético, funcional e psicológico, é necessário conhecer as particularidades dessa população. Sabe-se que alguns indivíduos apresentam maior risco de desenvolvimento de alguma forma da doença periodontal, e em um indivíduo há sítios em que a doença se desenvolve enquanto em outros isso não acontece. Nos indivíduos com fissura labiopalatina essa condição não deve ser diferente, entretanto existem poucos estudos que analisam qual a prevalência e a incidência da doença nesta população. Por esse motivo este estudo teve como objetivo avaliar longitudinalmente a situação periodontal de indivíduos com fissura de lábio, alvéolo e palato. Foram avaliados 30 indivíduos com fissura labiopalatina que acometem o rebordo alveolar matriculados no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, em Bauru. Os parâmetros clínicos avaliados foram: medida da profundidade de sondagem do sulco ou bolsa periodontal (PS), medida do nível de inserção clínica (NI), índice gengival (IG), índice de placa (IP), recessão gengival por vestibular (RV) e lingual (RL) de todos os dentes. A média da PS foi de 2,4 mm, da NI foi de 2,6 mm, do IG foi de 0,9, do IP foi de 1,0, da RV foi de 0,3 mm e da RL foi de 0,2 mm. Houve aumento das médias de PS e NI (p=<0,001) e diminuição das médias de IP e IG (p-<0,001) ao longo do tempo, mas a variação entre os sextantes não foi estatisticamente significante. Apesar da piora nos valores de profundidade de sondagem e nível de inserção clínica ao longo do tempo, essa piora não foi diferente entre os sextantes. Isso sugere que a fissura em si não configura um (Continua)(Continuação) fator de risco para a doença periodontal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.07.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, Bruno Nicoliello; ALMEIDA, Ana Lúcia Pompéia Fraga de. Avaliação longitudinal do estado periodontal de indivíduos com fissura de lábio, rebordo alveolar e palato. 2014.Universidade de São Paulo, Bauru, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-13012015-170210/pt-br.php >.
    • APA

      Moreira, B. N., & Almeida, A. L. P. F. de. (2014). Avaliação longitudinal do estado periodontal de indivíduos com fissura de lábio, rebordo alveolar e palato. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-13012015-170210/pt-br.php
    • NLM

      Moreira BN, Almeida ALPF de. Avaliação longitudinal do estado periodontal de indivíduos com fissura de lábio, rebordo alveolar e palato [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-13012015-170210/pt-br.php
    • Vancouver

      Moreira BN, Almeida ALPF de. Avaliação longitudinal do estado periodontal de indivíduos com fissura de lábio, rebordo alveolar e palato [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-13012015-170210/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021