Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal da população idosa (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CRUZ, DORALICE SEVERO DA - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • DOI: 10.11606/T.6.2015.tde-16072015-183009
  • Subjects: IDOSOS; SAÚDE BUCAL (ASPECTOS SANITÁRIOS;EPIDEMIOLOGIA); PERDA DE DENTE; DOENÇAS PERIODONTAIS (PREVALÊNCIA); FATORES DE RISCO; CAPACIDADE FUNCIONAL
  • Keywords: Aged; Chronic Diseases; Doença Periodontal; Oral Health; Periodontal Disease; Tooth Loss
  • Language: Português
  • Abstract: O aumento da proporção de idosos na população e a alta prevalência de condições crônicas torna oportuno o estudo dos aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal dessa população a fim de preservar sua capacidade funcional. Para esse propósito, foram utilizadas publicações da literatura científica e dados do Estudo SABE Saúde Bem-Estar e Envelhecimento, uma ampla pesquisa longitudinal de base populacional, que teve início em 2000 e realizou dois campos em 2006 e 2010 acrescentando em cada um, uma nova coorte de idosos de 60 a 64 anos. O trabalho, estruturado em três seções, deu origem a três manuscritos apresentados na Parte II. O primeiro manuscrito mostrou que idosos com renda insuficiente, que utilizavam somente o Sistema Único de Saúde (SUS), fumantes e que apresentaram 14 ou mais dentes tinham mais chance de necessitar de cuidado odontológico. No segundo manuscrito, concluiu-se que os idosos com maior probabilidade de perda dentária eram homens; utilizavam duas próteses removíveis; avaliavam sua saúde bucal como regular ou ruim/muito ruim; e moravam sozinhos, independentemente da idade e do hábito de fumar. No terceiro manuscrito concluiu-se com base em uma revisão sistemática, que o diabetes mellitus Tipo 2 não controlado está associado à doença periodontal, falha de implantes dentários, maior prevalência de abscessos periapicais, xerostomia, síndrome da ardência bucal, candidíase e prognóstico ruim para carcinoma primário de gengiva.As evidências reunidas reforçaram a tese de que a auto avaliação da saúde bucal, as condições clínicas e os aspectos sociodemográficos, comportamentais, e de acesso a serviços de saúde bucal, estão relacionados com a necessidade de cuidado odontológico e o risco de perda dentária entre idosos dentados. Além disso, o Diabetes Mellitus Tipo 2 quando não controlado, contribui para a deterioração da saúde bucal. Assim, as condições desfavoráveis em que a população brasileira está envelhecendo do ponto de vista socioeconômico, com a permanência de hábitos nocivos à saúde, necessidade de maior acesso aos serviços de saúde bucal, e alta carga de condições crônicas levam a fragilização do estado de saúde dificultando a manutenção da capacidade funcional. O aumento da proporção de idosos na população exigirá abordagens em saúde bucal que levem em conta as especificidades do envelhecimento na perspectiva das multimorbidades. O manejo e o cuidado em saúde dessas pessoas deveria ser transdisciplinar, tendo em vista que em se tratando das pessoas idosas, vários campos disciplinares deveriam ser ativados e a equipe de saúde bucal deveria estar preparada para transitar por esses espaços de maneira a contribuir com seus conhecimentos para a produção de ações que evitem a perda da capacidade funcional e levem em conta os fatores de risco comuns para doenças crônicas, incluindo as doenças bucais. Com isso, impacto positivo na saúde dessa população poderia ser obtido, com menor custo e maior eficiência e efetividade quando comparado ao modelo de atenção às condições agudas e/ou a doenças específicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2015
  • Online source accessDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2015.tde-16072015-183009 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CRUZ, Doralice Severo da; FRAZÃO, Paulo. Aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal da população idosa. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-16072015-183009/pt-br.php > DOI: 10.11606/T.6.2015.tde-16072015-183009.
    • APA

      Cruz, D. S. da, & Frazão, P. (2015). Aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal da população idosa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-16072015-183009/pt-br.php
    • NLM

      Cruz DS da, Frazão P. Aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal da população idosa [Internet]. 2015 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-16072015-183009/pt-br.php
    • Vancouver

      Cruz DS da, Frazão P. Aspectos epidemiológicos e sanitários relacionados à saúde bucal da população idosa [Internet]. 2015 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-16072015-183009/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020