Exportar registro bibliográfico

Contribuição da inércia térmica na eficiência energética de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: BRITO, ADRIANA CAMARGO DE - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PME
  • Subjects: TRANSFERÊNCIA DE CALOR; CLIMATIZAÇÃO; EFICIÊNCIA ENERGÉTICA; EDIFÍCIOS DE ESCRITÓRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Diante das crises energéticas mundiais é oportuna a retomada de técnicas passivas de climatização de ambientes, como aquelas que consideram a inércia térmica das edificações. No Brasil é reconhecida a sua importância na melhoria do desempenho térmico de habitações, como indicado na norma NBR 15575 que, no método simplificado de avaliação do desempenho térmico, estabelece valores limites para a transmitância térmica e para a capacidade térmica de paredes, de modo a contemplar a influência da inércia térmica. Entretanto, não se dispõe de informações que permitam extrapolar esses critérios para edifícios de escritórios, que têm diferentes dinâmicas de uso e volumetria. Tendo como objetivo de apresentar recomendações e critérios para o projeto de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo, onde a inércia térmica dos ambientes contribui para a redução do consumo de energia em climatização, foi desenvolvido o presente trabalho. Para tal foram efetuadas simulações computacionais da resposta térmica de escritórios típicos da cidade de São Paulo. Os escritórios foram analisados com variações nos seguintes parâmetros: área de piso; proporção de área na fachada em relação ao seu volume; nível de ocupação; taxa de ventilação; cor da fachada; sombreamento de aberturas e tipo de parede. De modo geral, os resultados demonstraram que: ambientes ocupados, com paredes de maior capacidade térmica, menor área de piso e maior área na fachada em relação ao volume do ambiente, têm melhor desempenho térmico. Com cores claras na fachada, elementos de sombreamento de aberturas e aumento da taxa de ventilação, há melhorias adicionais no seu desempenho térmico.Essas características têm contribuição significativa na redução da demanda por climatização de ambientes somente se for adotada uma temperatura de referência do ar interior acima dos valores tipicamente usados nessas edificações. As recomendações e critérios apresentados para o projeto de escritórios consideram o uso de climatização em menos de 15% das horas de um ano típico da cidade de São Paulo.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.10.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRITO, Adriana Camargo de; TRIBESS, Arlindo. Contribuição da inércia térmica na eficiência energética de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3150/tde-13062016-102613/pt-br.php >.
    • APA

      Brito, A. C. de, & Tribess, A. (2015). Contribuição da inércia térmica na eficiência energética de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3150/tde-13062016-102613/pt-br.php
    • NLM

      Brito AC de, Tribess A. Contribuição da inércia térmica na eficiência energética de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3150/tde-13062016-102613/pt-br.php
    • Vancouver

      Brito AC de, Tribess A. Contribuição da inércia térmica na eficiência energética de edifícios de escritórios na cidade de São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3150/tde-13062016-102613/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021