Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Distribuição e autocorrelação espacial da hipertensão arterial e seus fatores de risco no Brasil, 2008-2009 (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: BELLÃO, FABIANA DIAS - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • DOI: 10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207
  • Subjects: SAÚDE DO ADULTO; HIPERTENSÃO (PREVALÊNCIA); DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL; FATORES DE RISCO
  • Language: Português
  • Abstract: Posteriormente, foi construído um modelo de regressão linear múltiplo seguindo o esquema stepwise. Foi realizado a análise de Moran do resíduo para verificar a presença de cluster espacial dos resíduos da análise de regressão. Resultados: As menores prevalências de hipertensão arterial foram encontradas na região Norte, e em alguns estados do Nordeste. O Rio de Janeiro foi o estado que se destaca com a maior prevalência de HA encontrada. A análise do Índice de Moran Global apontou que somente a prevalência de hipertensão arterial não apresentou padrão de cluster. O coeficiente de correlação de Spearman indicou que a prevalência de hipertensão arterial apresentou correlação positiva com todas as variáveis independentes, e que a maior correlação da hipertensão arterial foi com o consumo médio de sódio. Na análise de regressão linear múltipla, a única variável independente que explicou a prevalência de hipertensão arterial foi o consumo médio de sódio. A análise de Moran do resíduo não demonstrou dependência espacial entre a prevalência de hipertensão arterial e o consumo médio de sódio. Conclusões: É possível concluir que o acometimento da HA em adultos brasileiros atinge patamares que demonstram a necessidade de maiores investigações sobre a sua distribuição no país a fim de garantir a melhor abordagem de prevenção e intervenção em cada área geográfica.As técnicas de análise espacial e geoprocessamento se mostram como uma nova ferramenta, que podem ser úteis na gestão e na determinação de programas que contribuem para o desenvolvimento das ações voltadas para HA, de acordo com cada região, estado e até município.Introdução: A hipertensão arterial (HA) é uma Doença Crônica Não Transmissível (DCNT) que contabiliza 9,4 milhões das mortes a cada ano. Esta doença é caracterizada por níveis elevados de pressão arterial (PA) e se apresenta no Brasil com uma alta prevalência. O uso de tabaco, dieta não saudável, atividade física insuficiente e o consumo de álcool estão entre os fatores de risco para o acometimento da hipertensão arterial. Objetivo: Verificar a distribuição e a autocorrelação espacial da prevalência de hipertensão arterial e fatores de risco associados em adultos no Brasil, no período de 2008 e 2009. Métodos: Trata-se de um estudo ecológico utilizando dados nacionais, no período de 2008 e 2009, para a faixa etária de 20 a 59 anos. As fontes dos dados são: Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e Sistema de Vigilância Alimentar Nutricional (SISVAN). Primeiramente a caracterização e descrição das variáveis foram desenvolvidas. Mapas temáticos foram criados para a visualização da distribuição geográfica da hipertensão arterial e os fatores de risco no Brasil. O teste de adesão a curva de normalidade foi aplicado para as variáveis de interesse. Para o desenvolvimento da análise espacial, foi utilizado o Índice de Moran Global e Local para a identificação da autocorrelação e dos padrões espaciais. O coeficiente de correlação de Spearman foi calculado, a fim de testar a correlação entre as variáveis.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.10.2015
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BELLÃO, Fabiana Dias; SLATER VILLAR, Betzabeth. Distribuição e autocorrelação espacial da hipertensão arterial e seus fatores de risco no Brasil, 2008-2009. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207 > DOI: 10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207.
    • APA

      Bellão, F. D., & Slater Villar, B. (2015). Distribuição e autocorrelação espacial da hipertensão arterial e seus fatores de risco no Brasil, 2008-2009. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207
    • NLM

      Bellão FD, Slater Villar B. Distribuição e autocorrelação espacial da hipertensão arterial e seus fatores de risco no Brasil, 2008-2009 [Internet]. 2015 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207
    • Vancouver

      Bellão FD, Slater Villar B. Distribuição e autocorrelação espacial da hipertensão arterial e seus fatores de risco no Brasil, 2008-2009 [Internet]. 2015 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2015.tde-29102015-105207

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021