Exportar registro bibliográfico

Colaboração aberta nas empresas e o desenvolvimento organizacional (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: KISSIMOTO, KUMIKO OSHIO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PRO
  • Subjects: DESEMPENHO ORGANIZACIONAL; TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO; ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: A colaboração aberta tem se apresentada cada vez mais como uma forma das organizações melhorarem sua competitividade e a sua capacidade de inovação. Depois de um pouco mais de dez anos desde que o conceito foi lançado é preciso começar a consolidá-lo em termos de quais aspectos devem ser observados ao implementar uma iniciativa de colaboração aberta e como mensurar estes resultados. Indo um pouco mais além, é preciso compreender a influência que o desempenho da colaboração aberta tem sobre o desempenho organizacional. No entanto, este tem sido um ponto que ainda gera muitas discussões. Não há ainda um consenso em como mensurar e o que deve ser mensurado para que os reais benefícios da colaboração aberta possam ser identificados. Dado o contexto acima, esta tese se propôs a investigar como as organizações buscam mensurar os impactos da prática da colaboração aberta e compreender se existe uma relação positiva entre o desempenho da colaboração e o desempenho organizacional. Adicionalmente, esta tese investigou a relevância dos fatores influenciadores do desempenho da colaboração aberta indicados na literatura. Como abordagem metodológica foi escolhida a abordagem mista entre a pesquisa qualitativa e a pesquisa quantitativa. A pesquisa qualitativa foi realizada por meio de um estudo de caso em quatro empresas de grande porte. Os resultados trouxeram importantes percepções quanto à importância da existência de uma orientação estratégica para a implementação de um projeto de colaboração aberta. Para a pesquisa quantitativa foi proposto um instrumento de pesquisa para avaliar a relevância do relacionamento entre o desempenho da colaboração aberta (DCOL) e o desempenho organizacional (DORG). ,Este instrumento também avaliou qual a relevância que os fatores influenciadores Tecnologia da Informação (TEC), Motivação para iniciar um projeto de colaboração aberta (MOT), o papel desempenhado pelos colaboradores (USU) e a tipologia adotada para operacionalizar a colaboração (TIP) têm sobre o desempenho da colaboração aberta. Para a análise dos dados foi aplicada a técnica da Modelagem de Equações Estruturais (MEE) com estimação pelo método Partial Least Squares (PLS), por meio do software SmartPLS 3.2.1. Os resultados indicaram uma relação significativa entre o DCOL e DORG.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.08.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KISSIMOTO, Kumiko Oshio; LAURINDO, Fernando José Barbin. Colaboração aberta nas empresas e o desenvolvimento organizacional. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde-12072016-102652/pt-br.php >.
    • APA

      Kissimoto, K. O., & Laurindo, F. J. B. (2015). Colaboração aberta nas empresas e o desenvolvimento organizacional. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde-12072016-102652/pt-br.php
    • NLM

      Kissimoto KO, Laurindo FJB. Colaboração aberta nas empresas e o desenvolvimento organizacional [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde-12072016-102652/pt-br.php
    • Vancouver

      Kissimoto KO, Laurindo FJB. Colaboração aberta nas empresas e o desenvolvimento organizacional [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde-12072016-102652/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020