Exportar registro bibliográfico

Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: RUBIRA, ANA PAULA FERNANDES DE ANGELIS - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: DOR LOMBAR; DOR CRÔNICA; TERAPIA A LASER; LASER NÃO CIRÚRGICO; TERAPIA POR ULTRASSOM; FISIOTERAPIA; ENSAIO CLÍNICO
  • Keywords: Chronic pain; Clinical trial; Dor lombar; Ensaio clínico; Laser therapy low-level; Low back pain; Physical therapy specialty; Terapia a laser de baixa intensidade; Ultrasonic therapy
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A lombalgia é frequentemente acompanhada por exacerbação da dore incapacidade funcional. Entre os recursos usados no tratamento estão o laser, ultrassom contínuo e pulsátil,porém os efeitos são controversos. Objetivos:Verificar o efeito do laser e do ultrassom contínuo e pulsátil na dor e na incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica.Casuística e Método: A amostra foi composta por 100 voluntárias alocadas aleatoriamente em quatro grupos: Laser (n=26) tratadas com 3J; Ultrassom Pulsátil(n=24)de 3 MHz, tratadas com 1W/cm²; Ultrassom Contínuo (n=26) de 1 MHz, tratadas com 1W/cm²; e Controle (n=24), que aguardou tratamento.A intensidade da dor foi avaliada com a Escala Visual analógica (EVA), a qualidade da dor com o questionário de dor McGille a incapacidade funcional com o questionário de Roland Morris, antes e após 10 sessões de tratamento.Resultados:Os três grupos tratados tiveram diminuição na dor(p < 0,001), mas o grupo Laser apresentou ganho relativo de 91,2%; Ultrassom Pulsátil 76,8%; grupo Ultrassom Contínuo 81,5% e o grupo Controle piora de -5,8%. Os três grupos tratados tiveram melhora na qualidade da dor (McGill) total, sensorial e afetiva (p < 0,005; p < 0,002; p < 0,013, respectivamente).Todos os grupos tratados apresentaram diminuição na incapacidade funcional (p < 0,001),porém o grupo Ultrassom Pulsátil obteve o maior ganho relativo de 83,3% em comparação com os grupos Laser (62,5%), Ultrassom Contínuo (50%) e Controle(-37,5%). Conclusão: O laser pulsátil de baixa intensidade,ultrassom terapêutico 3 MHz e 1 MHz nos modos pulsátil e contínuo, respectivamente, tem efeitos significativos na diminuição da dor lombar e na melhora da incapacidade funcional em portadoras de lombalgia crônica não específica. Quanto ao ganho relativo, o laser pulsátil de baixa intensidade teve melhor efeito na dor enquanto o ultrassom 3 MHz, modo pulsátil, na melhora da incapacidade funcional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RUBIRA, Ana Paula Fernandes De Angelis; MARQUES, Amelia Pasqual. Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5170/tde-06112015-161303/ >.
    • APA

      Rubira, A. P. F. D. A., & Marques, A. P. (2015). Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5170/tde-06112015-161303/
    • NLM

      Rubira APFDA, Marques AP. Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5170/tde-06112015-161303/
    • Vancouver

      Rubira APFDA, Marques AP. Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5170/tde-06112015-161303/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021