Exportar registro bibliográfico

Avaliação do estresse oxidativo em modelo experimental da doença de Crohn submetido ao tratamento de oxigênio hiperbárico (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: NAKUTIS, FERNANDA SERAFIM - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: MODELOS ANIMAIS; DOENÇA DE CROHN; COLITE ULCERATIVA; ESTRESSE OXIDATIVO; CITOCINAS; INFLAMAÇÃO; OXIGENAÇÃO HIPERBÁRICA
  • Keywords: Animal models; Crohn's disease; Cytokines; Hyperbaric oxygenation; Inflammation; Oxidative stress; Ulcerative colitis
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O conhecimento da fisiopatogênese da Doença Inflamatória Intestinal (DII) tem evoluído nas últimas décadas. No entanto, apesar das terapias terem evoluído, 2/3 dos casos ainda necessitam de drogas alternativas e terapias de suporte. A busca constante de tratamentos alternativos e modalidades mais eficazes tem gerado algumas abordagens promissoras, tais como a utilização do oxigênio hiperbárico (HBO). O uso dessa terapia cresceu rapidamente nos anos 90 mostrando bons resultados e poucos efeitos colaterais sendo, posteriormente "esquecida" ante a eficácia apresentada pelo uso das terapias biológicas. Objetivos: Os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos do tratamento com HBO em camundongos com colite induzida quimicamente pelo ácido 2,4,6 trinitro benzeno sulfônico 2,5% (TNBS), sobre a avaliação dos animais, a análise histológica, o perfil inflamatório através das citocinas IL-4, IL-10, IL-12, IL-13, IL-17, fator de necrose tumoral alfa (TNFalfa) e Interferon y e da atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD), glutationa peroxidase (GPx) e glutationa redutase (GR) em intestino de camundongos. Metodologia: Camundongos machos foram divididos em 6 grupos. No grupo 1, a colite foi induzida por TNBS 2,5% + Etanol 35%, sendo chamado de grupo TNBS; o grupo 2 também recebeu TNBS 2,5% + Etanol 35% seguido do tratamento com o HBO, sendo chamado de grupo TNBS+HBO; o grupo 3 recebeu apenas o veículo etanólico a 35%, sendo chamado de grupo ÁLCOOL; o grupo 4 também recebeu o veículo etanólico a 35% associado ao HBO, sendo chamado de grupo ÁLCOOL+HBO; o grupo 5 recebeu apenas solução salina (NaCl 0,9%),sendo chamado de grupo SALINA; e o grupo 6 recebeu a solução salina associado ao HBO, sendo chamado de grupo SALINA+HBO. Durante o tratamento os animais foram avaliados diariamente. O tratamento com HBO foi realizado por 4 dias e, ao final, as amostras da porção final do intestino foram retiradas e armazenadas para análise histológica, enzimas antioxidantes e citocinas. Resultados: A avaliação mostrou que o HBO promoveu uma melhora significativa no quadro clínico desses animais. A aplicação do ácido 2,4,6 trinitro benzeno sulfônico nos animais do grupo TNBS resultou na perda de 12,71% do peso corpóreo dos animais após 24 horas e, ao final do período experimental uma perda de peso total de 14,63%. Por outro lado, os animais que também receberam 2,4,6 trinitro benzeno sulfônico associado ao tratamento com o HBO (TNBS+HBO) tiveram uma perda de apenas 7,52% nas primeiras 24 horas, apresentando uma recuperação de 5,58% de seu peso no final do período experimental. A avaliação do quadro histológico mostrou uma melhora significativa entre o grupo TNBS+HBO quando comparado com o grupo TNBS. O tratamento com HBO aumentou a atividade das enzimas antioxidantes SOD e GPx em todos os grupos, sendo somente significativo entre os grupos TNBS vs TNBS+HBO, não sendo observado diferença da GR entre os grupos. Com relação aoperfil inflamatório foi observado que o tratamento com o HBO promoveu a diminuição das citocinas pró-inflamatórias INFy, IL-12, IL-17 e TNFalfa e o aumento das citocinas anti-inflamatórias IL-4 e IL-10, e não houve alteração da IL-13. Em modelo experimental, esses dados representam, o potencial efeito anti-inflamatório e o do aumento das defesas antioxidantes enzimáticas promovido pelo HBO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.08.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NAKUTIS, Fernanda Serafim; SIPAHI, Aytan Miranda. Avaliação do estresse oxidativo em modelo experimental da doença de Crohn submetido ao tratamento de oxigênio hiperbárico. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-27102015-123155/ >.
    • APA

      Nakutis, F. S., & Sipahi, A. M. (2015). Avaliação do estresse oxidativo em modelo experimental da doença de Crohn submetido ao tratamento de oxigênio hiperbárico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-27102015-123155/
    • NLM

      Nakutis FS, Sipahi AM. Avaliação do estresse oxidativo em modelo experimental da doença de Crohn submetido ao tratamento de oxigênio hiperbárico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-27102015-123155/
    • Vancouver

      Nakutis FS, Sipahi AM. Avaliação do estresse oxidativo em modelo experimental da doença de Crohn submetido ao tratamento de oxigênio hiperbárico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-27102015-123155/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021