Exportar registro bibliográfico

Variabilidade comportamental reforçada negativamente sob contingência de esquiva (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: FONSECA JúNIOR, AMILCAR RODRIGUES - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: REFORÇO NEGATIVO; ESQUIVA; PSICOLOGIA EXPERIMENTAL; VARIABILIDADE DE RESPOSTA
  • Keywords: Behavioral variability; Operant variability; Variabilidade comportamental; Variabilidade operante
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve como objetivo investigar se padrões variáveis de respostas podem ser instalados e mantidos por reforçamento negativo intermitente em um procedimento de esquiva em tentativas discretas. Seis ratos machos Wistar foram submetidos à modelagem e fortalecimento da resposta de pressão à barra com reforçamento positivo em uma caixa de condicionamento operante com duas barras (direita, D, e esquerda, E). Em seguida, essa resposta passou a ser reforçada negativamente em um procedimento de esquiva em tentativas discretas no qual um estímulo elétrico (US) de 0,5 s e 0,5 mA (em média) podia ocorrer ao final de um período de luz (CS). A emissão da resposta de pressão à barra durante o CS produzia o seu desligamento e um tom de 0,5 s e 10 Hz, cancelando o próximo US programado e iniciando um período de blackout sem qualquer contingência programada, após o qual um novo CS era apresentado. Duzentos US foram programados a cada sessão. O procedimento de esquiva se iniciou com reforçamento em FR 1 e FR 2 (com alternação das barras a cada 50 US programados). Posteriormente, sequências de três respostas foram reforçadas (com as duas barras disponíveis). Inicialmente, o reforçamento era contingente à variabilidade na emissão das sequências, avaliada pela disposição das respostas que as compõem entre as barras D e E: DDD, EED, DED etc. O variar foi reforçado de acordo com uma contingência Lag n, na qual apenas as sequências que diferiam das n anteriormente emitidas pelosujeito evitavam o US, sendo o valor de n igual a 1, 2 ou 3. Uma vez que o desempenho se mostrou estável nessas fases, os sujeitos foram expostos ao procedimento Aco, no qual a distribuição de reforços foi acoplada àquela obtida na última sessão de Lag n, porém sem exigência de variação. Alguns sujeitos foram reexpostos à contingência Lag n após essa fase. Os resultados mostraram que todos os sujeitos apresentaram esquiva e altos índices variabilidade na emissão de sequências nas fases Lag n (medida pelo valor U), havendo queda sistemática desses índices sob o procedimento Aco. Os sujeitos reexpostos à Lag n mostraram recuperação dos altos índices de variação. Esses resultados sugerem que a variabilidade comportamental foi controlada pelo reforçamento negativo na contingência de esquiva proposta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FONSECA JÚNIOR, Amilcar Rodrigues; HUNZIKER, Maria Helena Leite. Variabilidade comportamental reforçada negativamente sob contingência de esquiva. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-24092015-160250/ >.
    • APA

      Fonseca Júnior, A. R., & Hunziker, M. H. L. (2015). Variabilidade comportamental reforçada negativamente sob contingência de esquiva. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-24092015-160250/
    • NLM

      Fonseca Júnior AR, Hunziker MHL. Variabilidade comportamental reforçada negativamente sob contingência de esquiva [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-24092015-160250/
    • Vancouver

      Fonseca Júnior AR, Hunziker MHL. Variabilidade comportamental reforçada negativamente sob contingência de esquiva [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-24092015-160250/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020