Exportar registro bibliográfico

Impacto do tratamento quimioterápico na qualidade de vida, humor e função sexual em mulheres com câncer de mama (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: TIÉZZI, MARIA FERNANDA BARBIRATO DA MATA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; QUIMIOTERAPIA; HUMOR; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: As mulheres que receberam tratamento para o câncer de mama podem ter redução na qualidade de vida (QV). Objetivo: Comparar a qualidade de vida em mulheres que foram tratadas com ou sem quimioterapia para câncer de mama. Métodos: Estudo transversal com 112 mulheres que foram tratadas com ou sem quimioterapia para câncer de mama. O Short Form Health Survey (SF-36) foi utilizado para avaliar a QV e Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD) foi utilizado para avaliar a ansiedade e a depressão. Resultados: A pontuação média geral do SF-36 em toda a amostra foi abaixo da pontuação limite de 50 nos domínios da capacidade funcional (31 [27,7%]), capacidade física (70 [62,5%]), dor (55 [45% ]), saúde em geral (20 [17,9%]), vitalidade (32 [28,6%]), aspectos sociais (34 [30,3%]), aspectos emocionais (49 [43,8%]) e saúde mental (18 [16% ]). Tumorectomia foi realizado em 45 mulheres (44,7%) e mastectomia em 62 mulheres (55,4%), e 8 mulheres (12,9%) tiveram a cirurgia de reconstrução de mama. Em relação a mulheres que receberam quimioterapia (GQTx), mulheres que não receberam quimioterapia (GNQTx) eram significativamente mais velhas (p = 0,001) e mais propensas a se envolver em exercício físico p = 0,002). Além disso, as mulheres no grupo de GNQTx tiveram escores mais elevados no domínio da capacidade funcional (p = 0,001) e domínio aspectos físico (p = 0,0009) do SF-36. No entanto, quando controlados por tipo de cirurgia (mastectomia vs. tumorectomia), não houve diferenças significativas no domínio da capacidade funcional (p = 0,09) e domínio aspectos físicos (p = 0,15) destes dois grupos. A análise univariada mostrou que o escore HADS para a ansiedade (HADS-A) foi mais elevado no grupo de GQTx (p = 0,011), e o HADS para a depressão (HADS-D) foi semelhante nos dois grupos (p = 0,138), e que o grupo GQTx apresentaram menores no SF-36 nos domínios do aspecto físico (p = 0,011) ecapacidade funcional (p = 0,001). Conclusão: Mulheres tratadas pelo câncer de mama apresentam piora da capacidade física. As mulheres submetidas à quimioterapia para tratamento do câncer de mama apresentaram comprometimento da qualidade de vida com redução da capacidade funcional e comprometimento dos aspectos físicos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.05.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TIEZZI, Maria Fernanda Barbirato da Mata; LARA, Lúcia Alves da Silva. Impacto do tratamento quimioterápico na qualidade de vida, humor e função sexual em mulheres com câncer de mama. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Tiezzi, M. F. B. da M., & Lara, L. A. da S. (2015). Impacto do tratamento quimioterápico na qualidade de vida, humor e função sexual em mulheres com câncer de mama. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Tiezzi MFB da M, Lara LA da S. Impacto do tratamento quimioterápico na qualidade de vida, humor e função sexual em mulheres com câncer de mama. 2015 ;
    • Vancouver

      Tiezzi MFB da M, Lara LA da S. Impacto do tratamento quimioterápico na qualidade de vida, humor e função sexual em mulheres com câncer de mama. 2015 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021