Exportar registro bibliográfico

Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do programa universidade para todos - ProUni (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: MELLO NETO, RUY DE DEUS E - FE
  • Unidade: FE
  • Subjects: AÇÃO AFIRMATIVA; POLÍTICAS PÚBLICAS; ENSINO MÉDIO; VESTIBULAR; BOLSA DE ESTUDOS
  • Keywords: ProUni; ensino superior; ação afirmativa; estratégias; habitus; desigualdade; ProUni; higher education; affirmative actions; strategies; habitus; inequality
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho tem por objetivo compreender as estratégias adotadas pelos bolsistas pernambucanos do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e seus familiares, numa realidade influenciada pela nova possibilidade de acesso ao ensino superior, sendo observado o papel deste nível de ensino na vida de indivíduos que, pelo histórico familiar e pelas desigualdades sociais e econômicas, não teriam essa oportunidade. Através de dados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) (2006 2011), do Censo da Educação Superior (2006 2011), do Censo Escolar (2006 2011) e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) (2006 2012), foi possível o mapeamento do perfil médio do estudante bolsista do ProUni, bem como dos demais estudantes matriculados em instituições privadas de ensino superior. Posteriormente, com base em 22 entrevistas em profundidade com estudantes bolsistas pernambucanos e 13 com seus pais, observou-se, por meio da análise de narrativas, a autopercepção destes indivíduos diante da nova realidade de entrada no ensino superior. Os principais resultados mostraram que o perfil do bolsista do ProUni é único na educação superior privada, bem como é destacável que se trata possivelmente de uma primeira geração na família com acesso ao ensino superior. Em função do recorte adotado pelo programa, do rigoroso processo seletivo, do perfil socioeconômico diferenciado e do desempenho escolar destacado, o bolsista possui estratégias próprias para lidar com a vivência naeducação superior e para conviver com familiares. O processo seletivo do ProUni caracteriza o bolsista como alguém que venceu, apesar das dificuldades. Ele chega ao ensino superior com um acúmulo de capital escolar que dificilmente não o colocará em posição de destaque. Além disso, ele é marcado pela ruptura com uma provável trajetória de insucesso educacional, que afeta duplamente seu ingresso na educação superior: por um lado, marca-o como alguém que superou um processo que excluiu todos os seus familiares da educação superior; por outro, constrói um habitus que o coloca como ponto fora da curva tanto na família, quanto na vivência da educação superior. Assim, ao mesmo tempo em que o bolsista se caracteriza como distante da família, ele não se percebe como alguém totalmente adaptado ao universo da educação superior. Desse modo, ele possui uma luta em dois campos a educação superior e a familiar. O processo de adaptação ao ensino superior passou necessariamente pela identificação de limites que possa diferenciá-lo dos demais estudantes. Para tanto, os bolsistas buscaram estratégias, enquanto grupo, para se impor no jogo da educação superior e, ao mesmo tempo, se sentirem pertencentes àquele novo espaço social. A estratégia ao lidar com os conflitos familiares é permitir aos pais a manutenção do papel de dominante do espaço social, criando uma espécie de barreira entre os seus mundos: o dominado pelos pais e aquele em que vivem e trabalham
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.06.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELLO NETO, Ruy de Deus e; CATANI, Afranio Mendes. Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do programa universidade para todos - ProUni. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-18082015-112537/ >.
    • APA

      Mello Neto, R. de D. e, & Catani, A. M. (2015). Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do programa universidade para todos - ProUni. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-18082015-112537/
    • NLM

      Mello Neto R de D e, Catani AM. Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do programa universidade para todos - ProUni [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-18082015-112537/
    • Vancouver

      Mello Neto R de D e, Catani AM. Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do programa universidade para todos - ProUni [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-18082015-112537/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021