Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo, retrospectivo do ganho da flexão do cotovelo em pacientes com lesão do plexo braquial submetidos a neurotização com parte do nervo ulnar para o músculo bíceps braquial ou músculo grácil livre (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: REZENDE, MARCELO ROSA DE - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MOT
  • Subjects: ORTOPEDIA; RETALHOS CIRÚRGICOS; NERVOS PERIFÉRICOS (TRANSFERÊNCIA); PLEXO BRAQUIAL (FISIOPATOLOGIA); DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO
  • Language: Português
  • Abstract: Na lesão alta do plexo braquial, o ganho da flexão do cotovelo é uma condição primordial para a melhora funcional do membro acometido. Como opção terapêutica temos a cirurgia de neurotização do nervo ulnar no nervo musculocutâneo, que tem o seu sucesso relacionado à precocidade com que o procedimento é realizado. Como alternativa, temos a transferência livre do músculo grácil com neurotização no nervo ulnar, que estaria reservada para casos tardios, em que as alterações decorrentes da denervação crônica da musculatura flexora do cotovelo, sejam irreversíveis. Portanto, o limite temporal em que devemos indicar cada um desses procedimentos ainda não está bem definido. O objetivo primário do nosso estudo foi comparar os resultados desses métodos de tratamento em termos de ganho de força de flexão do cotovelo e secundariamente avaliar a influência da variação do tempo entre a lesão e a cirurgia nesses resultados. Métodos Realizamos estudo comparativo, retrospectivo em que foram avaliados 69 pacientes com lesão alta do plexo braquial, submetidos ao tratamento de neurotização de parte do nervo ulnar no ramo motor do nervo musculocutâneo(48 pacientes- grupo Oberlin), ou transferência livre do músculo grácil(21 pacientes-grupo Livre) para flexores do cotovelo com neurotização em parte do nervo ulnar. O desfecho primário foi avaliado através da escala British Medical Research Council(BRMC), com tempo mínimo de seguimento de 12 meses. Os desfechos secundários abordaram o efeito do tempo entre o trauma e a cirurgia do plexo, nos resultados obtidos para ganho da flexão do cotovelo com a cirurgia de Oberlin. Estes resultados foram comparados com aqueles obtidos com a cirurgia de transferência muscular livre. O critério usado por nós para classificar a flexão do cotovelo como bom resultado foi o de M4 ou mais .Resultado Não foi observado diferença estatisticamente significante no ganho de força de flexão do cotovelo de M4 ou mais entre os grupos Oberlin (61,3%) e o Livre (61,9%). Na avaliação dos subgrupos de Oberlin operados em até 6, 9 e 12 meses, obtivemos bons resultados em 65%, 60,5% e 58%,respectivamente, não havendo diferença estatisticamente significante. O mesmo foi observado quando comparado individualmente cada subgrupo de Oberlin com o grupo Livre. A integridade ou não do tríceps braquial não interferiu no resultado final do ganho da flexão do cotovelo. Considerando a possibilidade de ganho de M2 ou mais, que possibilitaria cirurgia complementar do tipo Steindler, tivemos valores semelhantes, com 87% para o grupo Oberlin e 95,2% para o grupo Livre. Conclusão A cirurgia de neurotização do nervo ulnar no ramo motor do nervo musculocutâneo(operados até 12 meses pós lesão) e a transferência livre do músculo grácil, com neurotização no nervo ulnar, em pacientes com lesão alta do plexo braquial apresentaram ganho de força para flexão do cotovelo semelhantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REZENDE, Marcelo Rosa de; AZZE, Ronaldo Jorge. Estudo comparativo, retrospectivo do ganho da flexão do cotovelo em pacientes com lesão do plexo braquial submetidos a neurotização com parte do nervo ulnar para o músculo bíceps braquial ou músculo grácil livre. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.
    • APA

      Rezende, M. R. de, & Azze, R. J. (2015). Estudo comparativo, retrospectivo do ganho da flexão do cotovelo em pacientes com lesão do plexo braquial submetidos a neurotização com parte do nervo ulnar para o músculo bíceps braquial ou músculo grácil livre. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Rezende MR de, Azze RJ. Estudo comparativo, retrospectivo do ganho da flexão do cotovelo em pacientes com lesão do plexo braquial submetidos a neurotização com parte do nervo ulnar para o músculo bíceps braquial ou músculo grácil livre. 2015 ;
    • Vancouver

      Rezende MR de, Azze RJ. Estudo comparativo, retrospectivo do ganho da flexão do cotovelo em pacientes com lesão do plexo braquial submetidos a neurotização com parte do nervo ulnar para o músculo bíceps braquial ou músculo grácil livre. 2015 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020