Exportar registro bibliográfico

Alterações comportamentais e bioquímicas causadas por diferentes padrões de consumo de etanol (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: PADOVAN, DIEGO - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: ETANOL; ANSIEDADE; OXIGÊNIO
  • Language: Português
  • Abstract: O consumo de etanol (EtOH) está associado a ansiedade, estresse oxidativo e fatores neuroinflamatórios. Porém, existem poucas evidências dos efeitos dos diferentes padrões de consumo de EtOH em níveis de sistema nervoso central e imunológico. O objetivo do estudo foi investigar a ansiedade, a produção de espécies reativas de oxigénio via peroxidação lipídica no plasma e a produção de ânion superóxido (O-2) e citocinas pró-inflamatórias (TNF-ɑ e IL-1) no hipocampo de animais submetidos a diferentes padrões de consumo de EtOH. Os animais foram divididos em 4 grupos experimentais: abstinência ao consumo agudo e crónico ao padrão de consumo “binge” (via gavagem) e a abstinência ao consumo agudo e crónico semi-voluntário (s.v.; via bebedouro) de EtOH. Os grupos controles foram submetidos aos mesmos procedimentos experimentais, porém foi fornecido água. Para a análise da ansiedade foi usado o labirinto em cruz elevado (LCE) e a caixa claro-escuro (CCE). A produção de malondialdeído (MDA) no plasma foi determinada pelo método TBARs. No hipocampo, a produção de O-2 foi quantificada por quimioluminescência da Lucigenina e as concentrações de citocinas pró-inflamtórias (TNF-ɑ e IL-1) por ELISA. LCE detectou efeitos ansiogênicos do grupo em abstinência ao consumo s.v. crónico de EtOH e efeitos ansiogênicos do grupo submetido ao "binge" agudo de EtOH. CCE detectou efeitos ansiogênicos da abstinência ao consumo s.v. agudo e crónico de EtOH. Os resultados demonstram que as alterações dos níveis basais de ansiedade são dependentes de específicos padrões de consumo. Torna-se necessário o uso de mais de um modelo animal para investigar os efeitos do EtOH na ansiedade, já que resultados distintos foram detectados pelo LCE e CCE. Os animas submetidos ao consumo crónico (binge ou s.v.) apresentaram aumento dos níveis de MDA no plasma e O-2 no hipocampo, onde asconcentrações de TNFɑ e IL-1 estavam reduzidas. Os dados sugerem que a abstinência aos diferentes padrões de consumo de EtOH induzem um aumento de danos oxidativo sistêmicos e centrais. O estudo demonstra a necessidade de investigar e comparar os efeitos da abstinência aos diferentes padrões de consumo de EtOH no sistema nervoso central e imunológico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.04.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PADOVAN, Diego; PADOVAN, Cláudia Maria. Alterações comportamentais e bioquímicas causadas por diferentes padrões de consumo de etanol. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Padovan, D., & Padovan, C. M. (2015). Alterações comportamentais e bioquímicas causadas por diferentes padrões de consumo de etanol. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Padovan D, Padovan CM. Alterações comportamentais e bioquímicas causadas por diferentes padrões de consumo de etanol. 2015 ;
    • Vancouver

      Padovan D, Padovan CM. Alterações comportamentais e bioquímicas causadas por diferentes padrões de consumo de etanol. 2015 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020