Exportar registro bibliográfico

Marcação por urina como trade-off em ambiente árido: estudo em cativeiro com o rabo-de-facho (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: FAVARETTO, BRUNO GARCIA SIMõES - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: COMUNICAÇÃO QUÍMICA ANIMAL; MARCAÇÃO ANIMAL; URINA; ROEDORES; COESÃO DE GRUPO
  • Keywords: Echimyid; Equimídeos
  • Language: Português
  • Abstract: A urina é importante na comunicação olfativa de mamíferos, especialmente em roedores: apresenta baixo custo e contém metabólitos potencialmente informativos. Possibilita que o receptor avalie características do emissor (p. ex. espécie, sexo, idade, status de dominância e de saúde, receptividade sexual e o tempo da emissão) a partir da urina encontrada. O balanço hídrico, no entanto, pode ser desvantajoso com o uso da urina na marcação por animais de ambientes xéricos e quentes, já que existe um tradeoff entre o volume de água acessível/ingerido e o emitido na micção/marcação, com pressão seletiva a favor da economia hídrica. Nestes casos pode ocorrer redução na emissão de volume com consequente limitação do uso da marcação por urina. Trinomys yonenagae (Rocha, 1995) (Rodentia, Echimyidae) é altamente afiliativa, endêmica da Caatinga, e pertencente a um gênero de ancestral silvícola, cuja maioria das espécies apresenta fidelidade a ambientes florestados. Produz urina de média osmolaridade e de volume semelhante ao de espécies silvícolas do gênero, embora viva em um paleodeserto de temperatura elevada. Nesse contexto hipotetizamos que T. yonenagae faz uso de marcação por urina, uma estratégia importante para roedores sociais, explorando favoravelmente a restrição filogenética (produção de urina de média osmolaridade) imposta por sua ancestralidade. O padrão de deposição de urina e de fezes de T. yonenagae (n=10) e da espécie-irmã, Trinomys setosus (n=10), de ambienteflorestado, foi visualizado sob luz ultravioleta (UV), em sessões individuais (24h), em gaiolas-padrão (40x33x16cm), forradas com papel de filtro. O mesmo procedimento foi usado nas investigações posteriores - a quantificação do número de fezes e das marcas de urinas, com estimativas do volume de marcação (VUt=L total/sessão e L/marca) - em T. yonenagae pré-pubertal (32 a 76d, n=10) e em adultos (um a 11 anos, n=21), de ambos os sexos, em sessões (10min) individuais e em contexto social. Nesse caso os rabos-de-facho adultos foram pareados em compartimentos adjacentes (caixa de 40x30x26cm), com um coespecífico de mesmo sexo, conhecido e desconhecido, e de sexo oposto, desconhecido. Qualitativamente as espécies-irmãs apresentam padrão de disposição de urina semelhantes, provavelmente herdados do ancestral silvícola comum. Há depósitos de dois tipos: marcas grandes, nos cantos da gaiola, e marcas pequenas, distribuídas na área central. Em T. yonenagae, as marcas grandes (VUt=3,00-750,00L, 6,67±4,30% do volume urinário diário), correlacionam-se significativamente (Pearson=0,41; sig
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.03.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FAVARETTO, Bruno Garcia Simões; OLIVEIRA, Elisabeth Spinelli de. Marcação por urina como trade-off em ambiente árido: estudo em cativeiro com o rabo-de-facho. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-10082015-123120/ >.
    • APA

      Favaretto, B. G. S., & Oliveira, E. S. de. (2015). Marcação por urina como trade-off em ambiente árido: estudo em cativeiro com o rabo-de-facho. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-10082015-123120/
    • NLM

      Favaretto BGS, Oliveira ES de. Marcação por urina como trade-off em ambiente árido: estudo em cativeiro com o rabo-de-facho [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-10082015-123120/
    • Vancouver

      Favaretto BGS, Oliveira ES de. Marcação por urina como trade-off em ambiente árido: estudo em cativeiro com o rabo-de-facho [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-10082015-123120/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021