Exportar registro bibliográfico

Perfil cognitivo de indivíduos com Acidente Vascular Encefálico (AVE) da artéria basilar na fase crônica (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated author: CAMPANHOLO, KENIA REPISO - FM
  • School: FM
  • Sigla do Departamento: MNE
  • Subjects: ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL; ARTÉRIAS CEREBRAIS; MANIFESTAÇÕES NEUROLÓGICAS; PROGNÓSTICO; COGNIÇÃO; NEUROPSICOLOGIA; FATORES DE RISCO
  • Keywords: Artéria Basilar; Atividades cotidianas; Basilar artery; Cognition; Neuropsychology, Activities of daily living; Prognosis; Stroke
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Estudos de amostras de pacientes com lesões vasculares em território comum ao irrigado pela Artéria Basilar, mas não especificamente causados por sua oclusão, encontram como principais achados cognitivos os prejuízos de memória, percepção, atenção e função executiva. Entretanto, não há estudos, até o momento, que tenham investigado as alterações cognitivas decorrentes de oclusão da artéria basilar. O objetivo deste trabalho, portanto, foi: 1) caracterizar uma amostra de pacientes após o Acidente Vascular Encefálico isquêmico em território da artéria basilar; 2) delinear seu perfil cognitivo e funcional; 3) correlacionar os resultados dos testes cognitivos com variáveis demográficas, clínicas e radiológicas. MÉTODOS: Foram recrutados 28 pacientes adultos (0 a 25 anos de educação), com infarto em território de Artéria Basilar que não apresentavam outra patologia neurológica ou psiquiátrica. Paralelamente, foram recrutados 27 sujeitos saudáveis controlados em idade e escolaridade ao grupo de pacientes. Todos foram submetidos a uma abrangente avaliação neuropsicológica que incluiu testes para eficiência intelectual, memória de curto e longo prazo, linguagem, funções executivas, atenção, habilidades visuoperceptivas e espaciais, e escalas de funcionalidade e de humor. As informações clínicas e sociodemográficas foram obtidas junto aos familiares dos pacientes e nos prontuários médicos. Um experiente neurorradiologista analisou as imagens. Foram conduzidas análises estatísticas descritivas, correlações de Spearman ou Pearson, comparações entre grupo com Mann-Whitney ou T-Student, análises de covariância (ANCOVA) e de regressão linear multivariadaRESULTADOS: A média de fator de risco para os pacientes foi de 4,64 (1,52). As lesões acometeram, principalmente, o cerebelo (71%) e o tronco encefálico (68%), e 70% dos pacientes apresentaram alterações de substância branca dentro do esperado para a idade. Na comparação entre pacientes e controles, verificou-se diferença significativa em Memória de Longo Prazo (p <= 0,001), Funções Executivas (p = 0,003), Percepção (p = 0,001), Velocidade de Processamento (p <= 0,001) e Atenção (p <= 0,001), com resultados piores para o grupo de pacientes. Esta diferença significativa não se manteve após análise de covariância utilizando como variável controle a velocidade de processamento de informações. Cinco (18%) dos pacientes apresentaram dependência funcional segundo as escalas de funcionalidade. Lesão em tálamo estava associada a déficits de Memória de Longo Prazo (p= 0,004), Funções Executivas (p = 0,030), Percepção (p = 0,007) e Atenção (p = 0,026). O humor, o tempo de doença, a quantidade de fatores de risco, a extensão da estenose, a presença de lesões de substância branca ou de múltiplos Acidentes Vasculares Encefálicos não impactaram na cognição. CONCLUSÕES: As características demográficas, clínicas e radiológicas da amostra estudada foram semelhantes às descritas na literatura. O perfil cognitivo após isquemia de artéria basilar foi caracterizado por prejuízos de velocidade de processamento de informações, memória de longo prazo, atenção, função executiva e percepção. Apesar do referido prognóstico desfavorável, os pacientes com história de oclusão da artéria basilar apresentaram longa sobrevida e funcionalidade atual satisfatória. Foi evidente apenas a relação entre a presença de lesão em tálamo e déficits de percepção, atenção, memória de longo prazo e funções executivas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.06.2015
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMPANHOLO, Kenia Repiso; MIOTTO, Eliane Correa. Perfil cognitivo de indivíduos com Acidente Vascular Encefálico (AVE) da artéria basilar na fase crônica. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-24082015-112837/ >.
    • APA

      Campanholo, K. R., & Miotto, E. C. (2015). Perfil cognitivo de indivíduos com Acidente Vascular Encefálico (AVE) da artéria basilar na fase crônica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-24082015-112837/
    • NLM

      Campanholo KR, Miotto EC. Perfil cognitivo de indivíduos com Acidente Vascular Encefálico (AVE) da artéria basilar na fase crônica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-24082015-112837/
    • Vancouver

      Campanholo KR, Miotto EC. Perfil cognitivo de indivíduos com Acidente Vascular Encefálico (AVE) da artéria basilar na fase crônica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-24082015-112837/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020