Exportar registro bibliográfico

Rede social de adolescentes em liberdade assistida: um estudo exploratório (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: NUNES, MARILENE RIVANY - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ADOLESCENTES; CRIME; REDES SOCIAIS; ASSISTÊNCIA À SAÚDE
  • Keywords: Adolescent; Assistência à saúde; Health care; Social network
  • Language: Português
  • Abstract: das entrevistas e dos mapas revelaram ser significado o papel da família, com destaque da mãe, e do CREAS para o restabelecimento de um renovado convívio social dos adolescentes, possibilitando-lhes novos projetos de vida desvinculados de atos infracionais, como propõe a medida socioeducativa de LA. Todavia, os adolescentes não revelaram a existência de vínculos com profissionais de saúde. Dessa forma, pontuou-se, no trabalho, a necessidade de o enfermeiro, como profissional de destaque na atenção primária à saúde, atuar, junto a outros profissionais de saúde e educação, no sentido de fortalecer a rede social de adolescentes em conflito com a leiEste estudo teve por objetivo analisar os sentidos da rede social de adolescentes em Liberdade Assistida - LA no município de Patos de Minas, estado de Minas Gerais, buscando analisar as características estruturais, as funções e os atributos dos vínculos presentes em suas redes sociais. Partiu-se do pressuposto de que esses adolescentes possuem capacidade de perceber e elencar as características de sua rede social. Argumentou-se que uma rede social, com vínculos fortes, tem impacto no que diz respeito à conduta dos adolescentes, pois ela pode afastá-los ou mesmo impedir o engajamento com o ato infracional. Para isso, realizou-se um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa. Participaram 26 adolescentes com idades de 13 a 18 anos, os quais estavam em cumprimento da medida socioeducativa LA no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), no referido município, durante os meses de janeiro a março de 2014, momento em que os dados foram coletados. Para a coleta dos dados, utilizou-se a entrevista semiestruturada e a construção de mapas de rede. Os dados foram analisados de acordo com os pressupostos do método de interpretação de sentidos. A partir da análise dos dados foram identificados quatro núcleos de sentido: 1) serviços e engajamento social; 2) membros da rede social, com destaque para figuras femininas; 3) essencialidade da rede social e 4) processo de adolescer e o cumprimento da LA. No conjunto, os dados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.05.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NUNES, Marilene Rivany; SILVA, Marta Angélica Iossi. Rede social de adolescentes em liberdade assistida: um estudo exploratório. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-27072015-163108/ >.
    • APA

      Nunes, M. R., & Silva, M. A. I. (2015). Rede social de adolescentes em liberdade assistida: um estudo exploratório. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-27072015-163108/
    • NLM

      Nunes MR, Silva MAI. Rede social de adolescentes em liberdade assistida: um estudo exploratório [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-27072015-163108/
    • Vancouver

      Nunes MR, Silva MAI. Rede social de adolescentes em liberdade assistida: um estudo exploratório [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-27072015-163108/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021