Exportar registro bibliográfico

Caracterização de grânulos de reator UASB empregado no processamento de vinhaça (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, INAÊ - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: VINHAÇA; REATORES ANAERÓBIOS; INDÚSTRIA SUCRO-ALCOOLEIRA; ABATEDOUROS
  • Language: Português
  • Abstract: Um reator anaeróbio de fluxo ascendente com manta de lodo (UASB), em escala piloto, foi utilizado para tratamento anaeróbio da vinhaça, resíduo proveniente da produção de açúcar e álcool de cana-de-açúcar. O reator foi inoculado com lodo granulado, oriundo de reator UASB tratando resíduo de abatedouro de aves; e submetido ao aumento gradativo de carga orgânica volumétrica (COV) até atingir 10 kgDQO.m3 através do ajuste da vazão e, portanto, do aumento da velocidade ascensional do sistema. O objetivo deste estudo foi avaliar e acompanhar o efeito que tais mudanças operacionais provocam na manta de lodo granular. As análises físicas, químicas e biológicas foram r realizadas no inóculo e na manta de lodo, durante o incremento da COV (2,5, 5,0, 7,5 e 10kgDQO.m-3 composição de metais e estrutura microbiana dos grânulos. Os grânulos do inóculo e do reator UASB variaram de 0,4 a 5 mm. O inóculo apresentou maior frequência de grânulos entre 2,1 e 2,5 mm. Com a introdução da COV e aumento da velocidade ascensional, verificou-se diminuição dos tamanhos dos grânulos. Nas COV de 2,5 e 5,0 kgDQO.m-3 frequência de grânulos foi de 1,6 a 2,0 mme nas COV de 7,5 e 10 kgDQO.m- a 1 mm. A análise de resistência mecânica aplicada aos grânulos causou diminuição no tamanho dos mesmos em todas as situações analisadas. O teste estatístico ANOV A revelou que as amostras foram estatisticamente diferentes, confirmando que o aumento de COV e a agitação aplicada aos grânulos no teste de resistência modificou as características do lodo granular. Os metais presentes na vinhaça não causaram impacto tóxico aos microrganismos no reator. As análises microbiológicas mostraram grande diversidade microbiana nos grânulos em todas as situações analisadas. Nas COV mais baixas (2,5 e 5,0 kgDQO.m-3 Methanosaetas se mantiveram no centro do grânulo, mas nas COV mais altas elas afloraram na superfíciegranular. Verificou-se que o aumento da COV diversificou os tipos de bactérias e selecionou a população de arqueia adaptada às novas condições. De forma geral, os resultados apontam que a tecnologia UASB é adequada ao tratamento de vinhaça de alta carga orgânica devido à boa adaptação dos grânulos às condições operacionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Inaê; PIRES, Eduardo Cleto. Caracterização de grânulos de reator UASB empregado no processamento de vinhaça. 2015.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10082015-100837/pt-br.php >.
    • APA

      Alves, I., & Pires, E. C. (2015). Caracterização de grânulos de reator UASB empregado no processamento de vinhaça. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10082015-100837/pt-br.php
    • NLM

      Alves I, Pires EC. Caracterização de grânulos de reator UASB empregado no processamento de vinhaça [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10082015-100837/pt-br.php
    • Vancouver

      Alves I, Pires EC. Caracterização de grânulos de reator UASB empregado no processamento de vinhaça [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10082015-100837/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021