Exportar registro bibliográfico

Avaliação da interação entre o persulfato de potássio com solos brasileiros para a utilização da tecnologia de remediação por oxidação química in situ (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, FERNANDA CAMPOS DE - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: SOLOS (REMEDIAÇÃO); OXIDAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O número de áreas contaminadas no estado de São Paulo cresce a cada ano. Afim de recuperar essas áreas, uma série de tecnologias podem ser aplicadas. Recentemente, o uso de persulfato em processo de oxidação química in situ em áreas contaminadas por compostos orgânicos ganhou notoriedade. Contudo, o persulfato pode interagir com a matriz sólida do solo, reduzindo a sua capacidade de oxidação ou ainda prejudicando o acesso do oxidante ao contaminante. Essa pesquisa teve como objetivos avaliar se as interações entre a solução de persulfato com três solos tropicais brasileiros poderiam eventualmente reduzir sua capacidade de oxidação bem como se a interação entre eles poderia dificultar o transporte do oxidante. Para isso, foram realizados ensaios de oxidação do Latossolo Vermelho (LV), Latossolo Vermelho Amarelo (LVA) e Neossolo Quartzarênico (NQ) com solução de persulfato (1g/L e 14g/L) por meio de testes de batelada, bem como a oxidação do LV por solução de persulfato (9g/L e 14g/L) em colunas indeformadas. De acordo com os resultados, observou-se que o decaimento do persulfato seguiu modelo de pseudo-primeira ordem em todos os reatores do ensaio por batelada. O LV foi o que apresentou maior interação com a solução oxidante. Acredita-se que essa maior interação seja decorrente da diferença na composição mineralógica. Os constituintes do solo que apresentaram maior interação com o persulfato foram a caulinita, a gibbsita e óxidos de ferro, sendo que estes tiveram suas concentrações alteradas, especialmente no LV após sua oxidação. Por meio do ensaio com coluna indeformada foi possível observar a lixiviação dos cátions de alumínio e ferro ainda presentes na estrutura das argilas.Comparando o teste de oxidação com coluna indeformada e o realizado por batelada verificou-se que o coeficiente da reação obtido no ensaio com coluna foi aproximadamente 23 vezes superior àquele observado no ensaio por batelada, mesmo utilizando concentração 1,5 vezes menor no ensaio com coluna. Foi observada redução na condutividade hidráulica após a oxidação do solo presente na coluna. Para fins de remediação verifica-se que para meios com presença de Latossolo deve-se garantir que o pH do meio não seja inferior a 5 afim de evitar a mobilização do alumínio e do ferro para água subterrânea e eventual obstrução dos poros por meio da desagregação dos grãos de argila. O persulfato em contato com os solos analisados apresentou maior decaimento do que quando colocado em contato com solos de clima temperado cujo conhecimento a respeito da interação com este oxidante é mais difundido.For remediation purposes it is noted that in sites with LV or NQ it must be ensured that the pH of the environment is not lower than 5 to prevent the mobilization of aluminum and iron and a possible pores clogging by the breakdown of the clay grains. The persulfate in contact with the analyzed soils showed higher decay than when placed in contact with soils from temperate climate which knowledge concerning this oxidant interaction is more widespread.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.05.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Fernanda Campos de; NASCIMENTO, Cláudio Augusto Oller do. Avaliação da interação entre o persulfato de potássio com solos brasileiros para a utilização da tecnologia de remediação por oxidação química in situ. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-07072016-113012/pt-br.php >.
    • APA

      Oliveira, F. C. de, & Nascimento, C. A. O. do. (2015). Avaliação da interação entre o persulfato de potássio com solos brasileiros para a utilização da tecnologia de remediação por oxidação química in situ. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-07072016-113012/pt-br.php
    • NLM

      Oliveira FC de, Nascimento CAO do. Avaliação da interação entre o persulfato de potássio com solos brasileiros para a utilização da tecnologia de remediação por oxidação química in situ [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-07072016-113012/pt-br.php
    • Vancouver

      Oliveira FC de, Nascimento CAO do. Avaliação da interação entre o persulfato de potássio com solos brasileiros para a utilização da tecnologia de remediação por oxidação química in situ [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-07072016-113012/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020