Exportar registro bibliográfico

Evolução cognitiva e comportamental tardia em pacientes com epilepsia refratária submetidos à cirurgia hemisférica (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: CHIAPPERO, TATIANA IVONNE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: EPILEPSIA; NEUROCIRURGIA; COGNIÇÃO; COMPORTAMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: A cirurgia hemisférica é uma alternativa terapêutica para aqueles pacientes com epilepsia que não se beneficiaram do tratamento medicamentoso. Do ponto de vista neuropsicológico, estes pacientes podem apresentar prejuízos no neurodesenvolvimento de maneira difusa e de gravidade muito variada. Normalmente esses prejuízos associam-se à hemiplegia, hemianopsia, deficiência mental, transtorno da linguagem, comorbidades psiquiátricas, dependência do adulto apresentando pouca autonomia e consequentemente, piora na sua qualidade de vida e de seus cuidadores. A reabilitação neuropsicológica tem demonstrado efeitos positivos como forma de tratamento para pacientes com lesões cerebrais de etiologias diversas, contudo não é um tratamento oferecido em todos os centros. A maioria dos pacientes após a cirurgia realizam fisioterapia e fonoterapia, mas não intervenção cognitiva. O objetivo deste trabalho foi analisar o estado atual e a evolução adaptativa comportamental pós-operatória em pacientes pediátricos com epilepsia refratária, submetidos à cirurgia hemisférica no CIREP a longo prazo e analisar os seus resultados com a importância da cirurgia na sua evolução e a importância da incorporação de um serviço de reabilitação cognitiva no centro. Foi avaliado o perfil comportamental atual de uma amostra de 52 pacientes submetidos à cirurgia hemisférica no Centro Cirurgia de Epilepsia do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto (CIREP) obtendo uma equivalência etária (EQ) através da Escala de Comportamento Adaptativo Vineland (ECAV) com análise quantitativa, além de escalas e questionários de sobrecarga em cuidadores e independência em habilidades da vida diária dos pacientes atualmente. Foram analisados dados clínicos tais como: idade de início de epilepsia, duração, idade no momento da cirurgia, lado da cirurgia, dominância manual, linguagem, etiologia da lesão e patologia. Como resultadosobservou-se a equivalência etária na ECAV é influenciada pela idade ao início das crises. ECAV não depende de maneira direta da duração da epilepsia, da idade na cirurgia do lado e da origem da lesão dos pacientes por serem pacientes com comprometimento difuso moderado a profundo. O subdomínio da comunicação é o mais comprometido de todos os subdomínios e não responde a reorganização da linguagem diante da lesão extensa e precoce. A presença de transtornos comportamentais é o que mais afeta os cuidadores dos pacientes submetidos à cirurgia hemisférica devido à sobrecarga. O controle de crises foi melhor nos pacientes com início tardio de epilepsia. Programas de treinamento neurocognitivo poderiam ser importantes para favorecer a evolução cognitiva ou adaptativa-comportamental após da cirurgia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.02.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHIAPPERO, Tatiana Ivonne; ROSSET, Sara Regina Escorsi. Evolução cognitiva e comportamental tardia em pacientes com epilepsia refratária submetidos à cirurgia hemisférica. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Chiappero, T. I., & Rosset, S. R. E. (2015). Evolução cognitiva e comportamental tardia em pacientes com epilepsia refratária submetidos à cirurgia hemisférica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Chiappero TI, Rosset SRE. Evolução cognitiva e comportamental tardia em pacientes com epilepsia refratária submetidos à cirurgia hemisférica. 2015 ;
    • Vancouver

      Chiappero TI, Rosset SRE. Evolução cognitiva e comportamental tardia em pacientes com epilepsia refratária submetidos à cirurgia hemisférica. 2015 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021