Exportar registro bibliográfico

Influência dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de culturas no comportamento do campo acústico do ultrassom terapêutico (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: BRANDINO, HUGO EVANGELISTA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: ULTRASSOM; ACÚSTICA; TECIDOS (ANATOMIA)
  • Language: Português
  • Abstract: A distribuição uniforme do campo acústico é um parâmetro importante na dosimetria do ultrassom terapêutico (UST) já que um campo não uniforme pode levar a produção de áreas concentradas ou dispersas. Além de repercutir na prática clínica, isto pode interferir nos resultados de estudos experimentais que irradiam culturas de células ou bactérias com UST em recipientes com índices de reflexão e retração diferentes da água ou do meio de cultura. Até o momento não está estabelecido como o campo acústico se comporta ao atravessar tecidos biológicos (cutâneo, muscular e adiposo) ou materiais (vidro e acrílico) utilizados na contenção de amostras. O objetivo do estudo foi verificar a transmissão e o comportamento do campo acústico dos equipamentos de UST após irradiação dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de amostras experimentais. Para a realização do estudo foram empregadas amostras de pele de rato e de porco, tecido adiposo e muscular de porco, além de placas de petri de acrílico e vidro e tubo de ensaio de vidro. Os tecidos biológicos foram delimitados e retirados por incisão com bisturi (6 x 6cm), mantendo-se a tensão dos segmentos cutâneos. Os tecidos biológicos e os materiais de contenção foram fixados entre o transdutor e o hidrofone ou o cone receptor, considerando o tanque acústico e balança de pressão de radiação, respectivamente. Para as coletas no tanque acústico foi utilizado o UST 1MHz, contínuo com 0,12 W/cm2 e para a balança o UST de 1 ou 3 MHz, nos regimes contínuo e pulsado, com ciclos de 20 e 50% a 100 Hz, com potências entre 0,2 a 12,5 W. Foi utilizado o teste de Shapiro-Wilk. Constatada a normalidade, utilizou-se a Análise de Variância (ANOVA) one-way com post hoc Tukey para comparar os valores da pressão acústica (balança de pressão de radiação) e a distribuição do campo acústico (tanque acústico) com nível designificância de 5%. Os resultados mostraram que independente da potência irradiada, os materiais de contenção de cultura promoveram uma menor transmissividade da onda ultrassônica. A potência transmitida, através das peles de rato e porco, não manteve o mesmo padrão entre as frequências de 1 e 3 MHz. Para os tecidos musculares e adiposos fica clara a dependência da transmissividade em função da espessura do tecido e do regime de pulso e do ciclo de trabalho utilizado, sendo que o tecido muscular atenua mais a onda ultrassônica quando comparado com o tecido adiposo. A frequência de 3 MHz indica uma menor transmissividade da onda, já que os valores aferidos sempre foram menores, independente da potência, do regime de pulso e do ciclo de trabalho. No que se refere ao campo acústico, a sua distribuição em função dos diferentes tipos de materiais ou tecidos biológicos indicam uma não uniformidade do feixe quando interposto por essas barreiras, cansada por atenuação da onda, seja ela pela absorção, retração ou reflexão gerada pelo tecido ou material de contenção de células. Além disso, acreditamos que os resultados irão possibilitar uma maior precisão da dose a ser aplicada pelo ultrassom terapêutico no tecido alvo, que poderá repercutir em respostas mais efetivas, sejam elas experimentais ou clínicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2015

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRANDINO, Hugo Evangelista; GUIRRO, Rinaldo Roberto de Jesus. Influência dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de culturas no comportamento do campo acústico do ultrassom terapêutico. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Brandino, H. E., & Guirro, R. R. de J. (2015). Influência dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de culturas no comportamento do campo acústico do ultrassom terapêutico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Brandino HE, Guirro RR de J. Influência dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de culturas no comportamento do campo acústico do ultrassom terapêutico. 2015 ;
    • Vancouver

      Brandino HE, Guirro RR de J. Influência dos tecidos biológicos e dos materiais de contenção de culturas no comportamento do campo acústico do ultrassom terapêutico. 2015 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021